15 de agosto de 2022
Prancheta 2@3x (1)

ExpoAmazônia BIO&TIC 2022 acontece na próxima semana e divulga programação

Na próxima quinta-feira (30), Manaus será palco de um dos maiores eventos de bioeconomia e tecnologia da informação e comunicação da região Norte. A poucos dias do início da ExpoAmazônia BIO&TIC 2022, a equipe organizadora procede os últimos ajustes para o evento que irá reunir o ecossistema empreendedor local, além de convidados nacionais e internacionais, os participantes irão expor seus produtos, apresentar e debater soluções economicamente viáveis para a Amazônia Legal. O evento irá ocorrer entre os dias 30/6 e 2/7, das 14h às 20h, no Centro de Convenções do Amazonas – Vasco Vasques. 

A ExpoAmazônia está alicerçada em mais de dez Trilhas, que apresentam temas que vão desde a discussão sobre a Cadeia de Valores em Bioeconomia, passando por Oportunidades de Negócios até chegar à Biotecnologia de Alto Valor Adicionado para a Amazônia, à Zona Franca Digital e suas Tecnologias de Vanguarda à Indústria 4.0, dentre outros assuntos. Todas contando com diversas palestras com subtemas variados, focados no desenvolvimento de debates que objetivam trazer à luz assuntos de interesse para os ecossistemas de bioeconomia e de tecnologia da informação e comunicação da região.

A abertura terá como convidados especiais Hamilton Mourão, vice-presidente da República; Paulo Alvim, ministro da Ciência, Tecnologia e Inovações; Wilson Lima, governador do Amazonas; David Almeida, prefeito de Manaus; e Algacir Polsin, superintendente da Suframa. Também confirmaram presença Andréa Bolzon (PNUD/ONU), que abordará `Amazônia e os objetivos para o desenvolvimento sustentável´; Gustavo Montezano (BNDES), Remy Rioux (Agência Francesa de Desenvolvimento) e Sérgio Diaz-Granados (CAF), que apresentarão o tema `O papel dos bancos de Desenvolvimento no Apoio à Bioeconomia e à Inovação´; e Marcos Vinícius, secretário de Telecomunicações, que irá proferir a palestra `Norte Conectado – Secretaria de Telecomunicações´. 

Já na sexta-feira, 1º/7, a ExpoAmazônia inicia com o tema-principal `Amazônia Verde´, que trará vários tópicos dentre eles, a palestra `Fitoterápicos para o desenvolvimento das cadeias endógenas – a importância da biodiversidade no setor farmacêutico´, por Norberto Prestes Júnior (ABIQUIFI). E, no sábado, último dia do evento, a Expo abre com o tema `Zona Franca Digital´, finalizando com a `Trilha do Conhecimento: fomentos e investimentos para inovação´. 

Dentre a programação, o público poderá participar do `Amazon Code Challenge´, atividade que permite ao participante mostrar habilidades para resolver problemas computacionais. Outro espaço importante para os presentes trata-se da `Arena Business Sebrae´, para quem é empreendedor ou está em busca de soluções para o seu negócio. As crianças e adolescentes também terão o espaço `Makers & Kids´, para aprender a cultura maker, baseada na ideia de que as pessoas devem ser capazes de fabricar, construir, reparar e alterar objetos com as próprias mãos. 

De acordo com Murilo Monteiro (foto), diretor-executivo da Associação do Polo Digital de Manaus (APDM), o evento foi pensado para todos participarem. “Seja um grande varejista, seja um pequeno comerciante, seja uma indústria, uma escola, um hospital, ou qualquer outro setor da economia, acreditamos que quem não inovar ficará para trás. É importante conhecer alternativas para tornar o dia a dia mais fácil. Portanto, o convite é válido a todos que desejam conhecer diversas soluções desenvolvidas aqui”, diz Murilo.

O evento é gratuito e aberto ao público, as inscrições estão sendo feitas pelo site do evento (www.expoamazônia.com). Na entrada da Expo, será exigida a carteira de vacinação ou comprovante com a 2ª dose da vacina contra a Covid-19.

Biotecnologia: `Amazon Tech Hub´, spin-off do Piatam e Innovation Hub Brazil Israel, será lançada na ExpoAmazônia 

Uma das novidades da ExpoAmazônia preparadas para o público será o lançamento da spin-off `Amazon Tech Hub´, iniciativa do Instituto Piatam e do Innovation Hub Brazil Israel. A parceria entre os institutos irá incrementar a troca de conhecimento e experiência, proporcionando aprendizado às duas nações. O `Amazon Tech Hub´, cria a vertical `Amazon Foodtech´, que irá incentivar a pesquisa e o desenvolvimento de produtos inovadores e sustentáveis no segmento alimentício.  

A spin-off foi criada a partir do encontro entre Ricardo Lomaski e Fabíola Almeida, cofundadores do Amazon Tech Hub. “Podemos dizer que o que nos inspirou na criação desse Hub foi pensar nas potencialidades dos recursos da biodiversidade amazônica somados ao uso de tecnologias sustentáveis para a geração de produtos alimentícios, bem como o intuito de levar a Amazônia para o mundo e contribuir com soluções regionais para as problemáticas mundiais em relação à alimentação”, comenta Fabíola.

O `Amazon Tech Hub´ será uma aceleradora internacional para geração de negócios inovadores dedicados ao desenvolvimento tecno-mercadológico de Sistemas Alimentares da Amazônia, visando gerar negócios para o mercado global do futuro da alimentação e gerar valor para Amazônia, promovendo negócios disruptivos conectados com as oportunidades e desafios da maior floresta do planeta.

O lançamento do `Amazon Tech Hub´ irá acontecer na quinta-feira (30), a partir das 16h, na sala 2, de acordo com a `Trilha do Conhecimento: oportunidades de mercado´, quando participarão Ariel Szklanny, do Plantish (Israel); Alexandre Cabral, do The Good Food Institute; e Paulo Silveira, da FoodTech Hub Latam, sob a mediação de Ricardo Lomaski. 

Programação: As inscrições para participar de hackathon continuam abertas até a terça-feira (28)

Segue com inscrições abertas até a terça-feira (28) o `Amazon Hacka Bio Amazônia´, que irá reunir profissionais e entusiastas de áreas relacionadas à tecnologia da informação, biotecnologia, design, negócios, biologia e outras, com o objetivo de desenvolver soluções inovadoras e aplicáveis que otimize o Polo de Bioeconomia como um vetor econômico viável e sustentável para a manutenção da floresta e o desenvolvimento econômico e social dos povos amazônicos. 

O hackathon faz parte da programação da ExpoAmazônia BIO&TIC 2022 e ocorrerá nos três dias do evento. A participação pode ser feita individualmente, por equipe ou startup. O vencedor receberá troféu, programa de mentoria e a soma de R$ 25 mil, já o 2º colocado, também irá receber troféu, programa de mentoria e R$ 5 mil. O 3º colocado, além do troféu e do programa de mentoria, irá levar pra casa R$ 2.500.  

O `Amazon Hacka Bio Amazônia´é uma iniciativa do Instituto Visão Amazônica e da Secretaria de Desenvolvimento Econômico, Ciência, Tecnologia e Inovação, do governo do Estado do Amazonas. Para outras informações, é só acessar o link (https://hackathonbioamazonia.tech/). 

Indústria 4.0: INDT, em parceria com a Nokia, apresentará soluções de redes privadas 5G voltadas ao setor industrial na Expo 

Para que o segmento industrial possa diminuir os custos de operação, alcançar uma produção mais enxuta e econômica, e – dessa forma – sair na frente da concorrência, é essencial a implantação dos requisitos da Indústria 4.0. Mas como aumentar a eficiência desses recursos? Com a expansão e desenvolvimento da tecnologia de redes privadas em 5G, as indústrias terão condições de elevar suas taxas de produtividade e competitividade a níveis nunca vistos.  

Nesse sentido, o Instituto de Desenvolvimento Tecnológico (INDT) e a Nokia, líder global em redes de missão crítica, iniciaram uma parceria que permite a implantação da infraestrutura da nova tecnologia 5G para redes privadas em indústrias que desejem se adequar à Indústria 4.0. De acordo com Sérgio Abreu, engenheiro eletricista e gerente Técnico do INDT, a parceria entre as companhias reforça o compromisso com o desenvolvimento do segmento industrial local. 

“Nós do INDT entendemos que projetos desse porte necessitam de grandes parcerias, como nesse caso em que iniciamos com a Nokia, para termos todo suporte em relação à tecnologia de rede 5G que será utilizada nas empresas. Portanto, o INDT está desenvolvendo toda uma solução personalizada para cada empresa utilizar ao máximo os recursos que o 5G vai permitir”, comenta Sergio. 

E expertise no assunto é o que não falta ao INDT, já que desde 2020 firmou parceria com o Instituto Nacional de Telecomunicações (INATEL). Essa parceria promove uma forte atuação na área de capacitação em 5G, oferecendo uma gama de cursos e serviços de treinamentos às indústrias. Além disso, o INDT está implantando soluções 5G para a Jabil Industrial do Brasil Ltda., multinacional americana que atua em Manaus (AM) como comércio atacadista de componentes eletrônicos e de telefonia e comunicação.

Para a Expo, o INDT preparou para o público um laboratório com diversas ferramentas relacionadas ao 5G. 

Bioeconomia:  Público da Expo poderá comprar produtos da Amazônia 

Uma das principais atrações da ExpoAmazônia será o `Mercado Amazônia´, espaço destinado à comercialização e à apresentação de negócios da bioeconomia da Amazônia Legal. Essa atração apresenta duas modalidades: a primeira, refere-se ao `Mercado Autônomo´, espaço em que serão expostas e comercializadas mais de 20 marcas de produtos de prateleira e que permitirá ao consumidor vivenciar toda a trajetória da compra sozinho. Ou seja, ele fará todo o percurso da compra (desde a cesta até o pagamento) por conta própria! Já a outra modalidade, diz respeito à 14 bancadas, com produtos que serão vendidos diretamente. 

As empresas participantes são: Amazon Comércio de Doces Ltda., Amazônia Hub, Amazônia Smart Food, Apoena Agroindústria e Comércio de Produtos Agrícola e Silvestres da Amazônia Ltda., Arte Nativa da Amazônia, Amazônia Agroflorestal, Canto da Luz, Casa das Ervas Medicinais, Na Floresta Alimentos Amazônicos, Darvore Cosméticos da Amazônia Ltda., Deveras Amazônia, Doce Tapiri, Dona Marlene Produtos Regionais, Econut Comércio de Produtos Naturais Ltda. , Eva Fermentados, Associação dos Moradores e Usuários da Reserva de Desenvolvimento Sustentável Mamirauá – Antônio Martins – Amurmam, Jambull, Karú Amazon Ltda., Mangará Gourmet, MAWE Produtos da Amazônia, Núrture Gastronomia Funcional, Oiram Sabores, Taberna da Amazônia, Terramazônia Superplants e Warabu Chocolates.

A iniciativa tem o objetivo de oportunizar aos produtores e comerciantes, que utilizam recursos e insumos amazônicos, espaço para expor e vender seus produtos na Expo. O `Mercado Amazônia´ é uma realização da Onisafra, do Idesam e do PPBio, com apoio da Amazônia em Casa Floresta em Pé, da FAS e da Sergio Santos Arquitetura, e patrocínio da Agência de Cooperação Alemã para o Desenvolvimento (GIZ).

Sociobiodiversidade: `Amazônia em Casa Floresta em Pé´ destravando gargalos e auxiliando produtores que atuam na região amazônica

Você conhece o movimento `Amazônia em Casa Floresta em Pé´?! Trata-se de um ambiente colaborativo de inovação e aprendizagem em que diferentes atores criam soluções e serviços, compartilham conhecimento, infraestrutura e estratégias em logística, comercialização, comunicação e mensuração de impacto para levar os produtos da floresta para o restante Brasil e do mundo a preços competitivos, garantindo a manutenção da floresta em pé e a geração de emprego e renda para famílias e comunidades locais.

E, como não podia deixar de ser, o movimento vai participar da ExpoAmazônia em um estande de 18 m² com as marcas: Taberna da Amazônia, Na´kau Chocolates, Amazônia Smart Food, Deveras Amazônia, Karú, Manioca, Peabiru Produtos da Floresta, Amazônia New Face, Guaraná de Maués, dentre outras.

O `Amazônia em Casa Floresta em Pé´ foi criado em 2020 e é coordenado pelo Instituto de Conservação e Desenvolvimento Sustentável da Amazônia (Idesam), pela AMAZ Aceleradora de Impacto e pela Climate Ventures. Além disso, o movimento tem como apoiadores grandes empresas, tais como: Mercado Livre, a maior plataforma de e-commerce da América Latina; Fundo Vale; GIZ; CLUA; Instituto Humanize; e Instituto Clima e Sociedade.

Cultura: O livro `A Amazônia sustentável e o ecossistema empreendedor´ reúne atores locais e busca propagar a localidade ao planeta 

Pensando em amplo alcance, a jornalista Cristina Monte (eu), lançou na Bienal do Livro, no Rio de Janeiro, em 2021, o livro `A Amazônia sustentável e o ecossistema empreendedor´. A obra contém duas edições: em língua portuguesa e, outra, em português e inglês. O objetivo do livro, que tem muita aderência à proposta da ExpoAmazônia, foi reunir diversos atores – num só lugar – que atuam na Amazônia, apresentado seus cases. Para a composição da abra, a autora ouviu cerca de 100 convidados das mais diversas áreas da sociedade (ecossistema empreendedor) que trouxerem suas experiências, gargalos e realizações no empreendedorismo local. Alguns convidados, enviaram suas contribuições. Dentre os participantes, destacam-se pesquisadores, caboclos, agentes públicos, ribeirinhos, educadores e indígenas.  Na edição em língua portuguesa, nos 17 capítulos e em 216 páginas, a autora busca difundir a Amazônia para todas as localidades do país e camadas sociais, de modo a despertar e provocar o interesse público para a importância da utilização dos recursos da Amazônia de maneira sustentável, preservando o patrimônio natural que cerca a região. No entanto, o livro apresenta um panorama de áreas interligadas e conectadas ao desenvolvimento socioeconômico e à realidade da Amazônia Legal, como: C&T, educação, bioeconomia, recursos humanos, indústria, economia criativa e circular, cultura, inovação, dentre outras.

A coletividade representada pela abrangente participação popular – mesmo trazendo a singularidade de cada participante – demonstra a importância que a autora designa às pessoas, por serem os verdadeiros agentes transformadores e capazes de mudar a realidade da Amazônia.   Como as formigas, o esforço é individual, mas, o trabalho, coletivo! 

A publicação da obra contou com o patrocínio do Instituto de Desenvolvimento Tecnológico (INDT), Fundação Paulo Feitoza (FPF Tech), Fundação Muraki, Centro de Ensino Literatus, Instituto CESAR, Centro Internacional de Tecnologia de Software (CITS), Grupo Dunorte (Atack Atacarejo), Rymo da Amazônia, TOTVS da Amazônia, Grupo Bemol, Instituto de Desenvolvimento da Amazônia (Idesam) e Sistema Hapvida. O livro `A Amazônia sustentável e o ecossistema empreendedor´ será comercializado no estande 8, na Expo. 

Qual sua opinião? Deixe seu comentário

Anúncio

Compartilhe:

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email

Siga-nos

Notícias Recentes

JC Play

Podcast

Gostou do Conteúdo? Assine nossa Newsletter

Compartilhe:

Facebook
Twitter
LinkedIn
Telegram
WhatsApp
Email

Compartilhe:

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email