Empresas aquecem motores para Salão de Duas Rodas

O mercado de duas rodas no Amazonas pretende acelerar as vendas dos modelos em estoque para aproveitar o último trimestre de vendas sem cobrança do IPVA (Imposto sobre Propriedade de Veículos Automotores). A afirmação partiu do diretor executivo da Abraciclo (Associação Brasileira dos Fabricantes de Motocicletas, Ciclomotores, Motonetas, Bicicletas e Similares), Moacyr Alberto Paes, para quem o mercado de motocicletas já se mostra menos suscetível à crise econômica, apesar do cenário de cautela em relação a investimentos e expansão no volume de produção.
Na avaliação de Paes, existe expectativa positiva para os próximos dois anos alicerçada na taxa de crescimento de participação da classe C, que movimentou significativamente o mercado consumidor nos últimos 12 meses. O executivo disse que não há como equiparar o desempenho atual ao registrado em igual período de 2008, mas ressaltou uma vez mais que as vendas e produção têm registrado seguidos números positivos. “Esses índices de crescimento nos fizeram revisar para cima a expectativa em torno do segundo semestre e considerar que o segmento deve fechar 2009 com números semelhantes aos de 2007, ou seja, perto de 1,7 milhões de motocicletas produzidas no Amazonas”, avaliou.
O otimismo de Paes em relação aos bons ventos na indústria ganhou impulso adicional logo depois do anúncio da Sefaz (Secretaria de Estado da Fazenda) de manter até o fim do ano o incentivo às montadoras em relação à renúncia fiscal de parte do ICMS (Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Prestação de Serviços) sobre a taxa de energia elétrica. “Na verdade, é uma troca pela estabilidade de emprego de cerca de 4.000 funcionários da indústria de duas rodas durante o período em que durou a crise. O pior já passou, agora é renovar o fôlego e retomar o crescimento”, ponderou Paes.

Oportunidades de negócios

Uma das oportunidades para fechar negócios será propiciada pelo Salão de Duas Rodas 2009. Montadoras e fornecedores internos preveem negócios iniciais de US$ 200 mil. Exemplo disso é a Riffel, que estimulada com o aumento de 22% na produção e 14% nas vendas de motocicletas em agosto em relação ao mês de julho, anunciou a ampliação do mix de produtos nas áreas de peças, segurança e moda, como forma de se aproximar do faturamento obtido no ano passado, algo próximo aos R$ 100 milhões.
Em nota ao Jornal do Commercio, o vice-presidente da Riffel, Sigbert Geisler, disse ainda que o otimismo da empresa tem por base os números da Abraciclo, segundo a qual a atual frota nacional de motocicletas (3,7 milhões de veículos) representa média de 14 habitantes por motocicletas. “Se compararmos com a frota automotiva, que tem média de sete habitantes por veículo, já temos um indício do quanto esse mercado tem potencial de crescimento. Ainda mais agora, incentivado pelas renúncias fiscais no PIM (Polo Industrial de Manaus)”, destacou.
Paixão pelas duas rodas, qualidade reconhecida, gestão profissional e ética, preços atrativos e inovação são alguns dos atributos que a Riffel, segundo Geisler, deseja transmitir com a apresentação dos produtos para os cerca de 200 mil visitantes esperados para o Salão Duas Rodas 2009. “Este evento representa uma oportunidade de estreitar o relacionamento com todos os nossos clientes, enaltecendo força de nossa marca e a aposta no crescimento deste segmento”, finalizou.

Suframa faz pré-estreia da Fiam 2009

A Suframa (Superintendência da Zona Franca de Manaus) também estará presente no Salão de Duas Rodas, que ocorrerá de 7 a 12 de outubro, no Pavilhão de Exposições do Anhembi, na cidade de São Paulo. Um dia antes, haverá uma avant premier do salão com a presença da superintendente da autarquia, Flávia Grosso, que aproveitará a oportunidade para divulgar a Fiam 2009 (Feira Internacional da Amazônia), que acontece de 25 a 28 de novembro. Após o evento, a superintendente participa, no dia 7, do lançamento da Fiam 2009, na sede da Fiesp (Federação das Indústrias do Estado de São Paulo) e, no dia 14, realiza outra ação de promoção da feira, em Brasília (DF).
A Suframa vai compartilhar um estande no Salão de Duas Rodas com a Nipaco (Câmara de Comércio e Indústria Nipo-Brasileira do Amazonas), que também abre espaço para a exposição dos fabricantes de componentes do polo de motocicletas: Daido, Denso, FCC, Honda Lock, Keihin, Leakless, Metalfino, Musashi, Mitsuba, Nippo Seiki, Nissin Brake, Showa e Sumidenso.
O Salão de Duas Rodas vai apresentar as novidades da indústria de motos que concentra produção no PIM (Polo Industrial de Manaus) com 11 montadoras instaladas e nove projetos aprovados. O segmento teve, de janeiro a julho, faturamento de US$ 5,815 bilhões, 21,96% do faturamento global do PIM.

Qual sua opinião? Deixe seu comentário

Gostou do Conteúdo? Assine nossa Newsletter

Compartilhe:

Facebook
Twitter
LinkedIn
Telegram
WhatsApp
Email

Compartilhe:

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email