Criações têm espaços sem limites

Com um mercado profissional e consumidor ascendente, o segmento de criação de jogos eletrônicos pode contribuir com o desenvolvimento econômico de um Estado. Concepção, designer e engenharia fazem parte do processo de elaboração do produto que ao agradar o internauta pode gerar renda ao criador a partir de downloads. O Amazonas, por meio da UEA (Universidade do Estado do Amazonas) busca o fortalecimento ou a consolidação de um polo de jogos eletrônicos, comparado aos existentes em Florianópolis (SC) e em Recife (PE). Como saldo, a instituição contabiliza a criação de mais de 20 jogos e a classificação do game Carreta Furacão:Legend como o melhor do mês de março deste ano, eleito pelo site Geração Gamer.
De acordo com o coordenador do curso de sistema de informação e da área de jogos eletrônicos da UEA, Jucimar Maia, a área de desenvolvimento de jogos eletrônicos está em plena expansão. Ele afirma que há alta demanda para o ingresso no curso de graduação em jogos digitais; para as turmas de jogos digitais que são cursos de extensão com duração de dois meses, realizado pelo Centro de Treinamento Samsung Ocean, por meio de uma parceria entre a UEA e a Samsung. E agora, para o acesso à pós-graduação em jogos. As inscrições para a especialização estão abertas e as aulas iniciam no mês de julho.
“É um setor que não para de crescer no Brasil e no mundo, mesmo em meio à crise. As pessoas compram os jogos para consoles, para computadores ou para o mais demandado, o smartphone, que é o aparelho mais popular”, explica. “Recebemos muita procura pelos cursos. Por exemplo: temos 40 vagas para o curso de pós-graduação que está com as inscrições abertas e temos mais de 80 inscritos”, completa o coordenador.
Segundo Maia, é gratificante ver um trabalho de um aluno local sendo reconhecido nacionalmente. Ele relata que ficou feliz com a classificação dada ao jogo Carreta Furacão:Legend pelo site Geração Gamer, que aborda o cenário nacional dos games. O portal realizou uma enquete que contou com 126 votos, dos quais 91 elegeram o jogo amazonense, o que representou 72,2% das opiniões. O título mais votado teve como criador Eduardo Lira, da UEA. A segunda colocação ficou para o Science Kombat, da revista Superinteressante, com 15 votos correspondentes a 11,9% da pesquisa. No terceiro lugar ficou Vale Tudo, da Lizards Games, com sete votos e 5,6% da enquete.
O Carreta Furacão:Legend foi inspirado nos vídeos do Youtube que mostram uma carreta que percorre várias cidades do interior de São Paulo transportando vários animadores de festas fantasiados de personagens de desenhos infantis diversos como o Fofão, por exemplo. Os personagens dançam e chamam a atenção de todos que passam pelo local.
O jogo foi lançado em março e dentro de três semanas já contava com mais de 300 mil downloads. “O aluno teve a ideia porque era fã da carreta furacão. O jogo foi concluído em sete dias e foi o que apresentou a maior repercussão entre os já criados pela UEA”, comenta.
Para o coordenador, a classificação dada pelo portal que mensalmente aponta os melhores games, pode ser considerada como um ‘termômetro’ para as atividades desenvolvidas no Estado. “Na UEA já desenvolvemos mais de 20 jogos. A ideia é fortalecer esse segmento no Estado. Somos uma fonte de empreendedorismo a partir da informática. Queremos que as pessoas abram suas próprias empresas”.
Maia adianta que a próxima fase para o Carreta Furacão:Legend, será a busca pela monetização do jogo, que é a viabilização do ganho de recursos financeiros a partir da disponibilização de acessórios oferecidos durante as partidas eletrônicas. “Quando a pessoa projeta e implementa o jogo paralelamente já pensa na monetização.
Hoje, não se ganha dinheiro com os downloads gratuitos”, disse. “Há alta probabilidade de ganhar dinheiro com a compra monetizada pelas lojas virtuais. Para obter bons resultados é preciso ser bem disciplinado. Lutamos para que isso aconteça em Manaus para que os alunos tenham mais uma alternativa econômica”, completa o coordenador.

Qual sua opinião? Deixe seu comentário

Gostou do Conteúdo? Assine nossa Newsletter

Compartilhe:

Facebook
Twitter
LinkedIn
Telegram
WhatsApp
Email

Compartilhe:

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email