Contratações crescem 44% no ano

O número de contratações realizadas em 2013 cresceu 44% no primeiro semestre do ano no Estado do Amazonas segundo dados da Setrab (Secretaria do Trabalho). Foram 3.109 funcionários colocados em vagas de empregos de janeiro a junho, contra 2.155 em igual período do ano passado. Os números revelam um acréscimo de 954 contratados a mais em 2013.
No mês de junho o saldo também foi positivo. Foram 516 contratados contra 366 no mesmo mês de 2012. Um acréscimo de 41%. O número alto de contratações vai contra o número de encaminhamentos que sofreu redução de 33% em junho e de 11% no semestre. Foram 5.869 encaminhamentos realizados em 2013 e 809 em junho. Revelando que quase metade dos encaminhamentos não são finalizados com contratações. Os setores que apresentaram o maior número de encaminhamentos foram o de serviços com 2.704 pessoas, seguido pela indústria com 1.896, comércio 941 e construção civil 328.
No entanto os números são considerados positivos pela Setrab que destaca que o maior número de contratações no ano diante do menor número de encaminhamentos reflete justamente um decréscimo nesta diferença. Em 2012 a diferença entre encaminhamentos e contratados chegava perto dos 60%. A secretaria destaca também que o número de vagas sofreu acréscimo, enquanto o número de inscritos para preencher tais vagas apresentou redução, o que significa uma maior oferta de emprego diante de menor procura.
O número de vagas de emprego no Amazonas, revelados pela Setrab, destacam um crescimento de 32% no primeiro semestre do ano. Foram 7.347 vagas disponibilizadas de janeiro a junho, contra 5.577 em igual período do ano passado. O que reflete um acréscimo de 1.770 vagas de emprego a mais em 2013. No entanto as vagas sofreram redução de 36% em junho com apenas 1.012. O número de inscritos sofreu queda de 1%. Foram 11.005 inscritos para preenchimento de vagas no ano.

Formalização tem alta de 67%

Paralelo ao crescimento do número de contratações o número de empresas formalizadas no Estado também apresenta crescimento. No primeiro semestre de 2013 foram formalizadas 473 empresas pelo NAE (Núcleo de Apoio ao Empreendedor), o que representa um crescimento de 67% ao igual período de 2012. Até a metade desse ano o núcleo formalizou 473 empresas.
O total de empresas formalizadas no acumulado do primeiro semestre do ano já representa 87% do mesmo indicador anotado nos doze meses de 2012, que teve 544 empresas formalizadas. Em junho, o núcleo somou mais 49 empresas a esta lista, número 36% superior ao que constava em mesmo mês do ano passado, que contou com 36 empresas formalizadas.
Segundo informou o NAE a meta é realizar 2,97 mil atendimentos no NAE, dos quais 1,05 mil devem se transformar em requerimentos de abertura. Geraldo Lopes, sub-gerente do Núcleo, explica que, ao abrir uma empresa por meio do Núcleo, o empreendedor garante um desconto de até 70% nos custos de taxas.
No entanto o maior número de formalizações foi realizado em janeiro de 2012, com 117 formalizações, de lá para cá os números vem apresentando uma diminuição mês a mês. Foram 96 empresas formalizadas em janeiro, 78 em março, 73 em abril, 60 em maio e 49 em junho. Geraldo Lopes explica que os alvarás de funcionamento das empresas precisam ser pagos integralmente em qualquer mês, fazendo com que os empreendedores optem por abrir suas empresas no início do ano.
“Eles se retraem um pouco para tirar o alvará em janeiro”, comenta.

Qual sua opinião? Deixe seu comentário

Gostou do Conteúdo? Assine nossa Newsletter

Compartilhe:

Facebook
Twitter
LinkedIn
Telegram
WhatsApp
Email

Compartilhe:

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email