O arcebispo do Rio, dom Orani Tempesta, aproveitou o dia de São Sebastião, comemorado ontem, para falar sobre dois possíveis santos que viveram em solo carioca, Zélia e Jerônimo de Castro Abreu Magalhães.
Em missa celebrada na Igreja dos Capuchinhos, na Tijuca, o recém-nomeado cardeal dom Orani mencionou o processo de beatificação do casal, o segundo caso em andamento dentro da Comissão para a Causa dos Santos da Arquidiocese do Rio.
O primeiro candidato a santo sob análise foi a menina Odette Vidal de Oliveira, a Odetinha, que morreu em 1939, aos nove anos, vítima de meningite. Muito religiosa, a criança passou a ser cultuada por um número crescente de católicos até ser lembrada pela comissão da Arquidiocese. Se o processo (ainda em andamento) for bem-sucedido, ela pode se tornar a primeira santa nascida no Rio.
Zélia Pedreira Abreu Magalhães e Jerônimo de Castro Abreu Magalhães se casaram em 1876. Ela nasceu em Niterói, em 1857; ele, em Magé, município da região metropolitana do Rio, em 1851.

Qual sua opinião? Deixe seu comentário

Gostou do Conteúdo? Assine nossa Newsletter

Compartilhe:

Facebook
Twitter
LinkedIn
Telegram
WhatsApp
Email

Compartilhe:

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email