Cacau também é alternativa

Dados do IBGE, de 2018, mostram o Amazonas produzindo 689 toneladas de amêndoa de cacau, ocupando o quinto lugar no país, precedido pela Bahia, Pará, Espírito Santo e Rondônia. Cerca de 95% do cacau produzido no Estado é de origem silvestre e atende às condicionantes de conformidade orgânica. Já em 2019, de acordo com dados do Idam, o estado produziu 998 toneladas de cacau, beneficiando 1693 produtores. Nova Olinda do Norte, Maués e Urucará foram as cidades que mais produziram a fruta no ano passado. De olho neste potencial oferecido pelo Amazonas, uma família paraense decidiu ser a pioneira a investir na indústria cacaueira exclusivamente regional. O projeto começou a ser formatado em 2013, a partir de informações obtidas sobre a cadeia do cacau na Feira do Cacau de Urucurituba e foi concretizado anos depois, com a instalação da empresa Na’kau Chocolate Amazônico. Instalada desde janeiro de 2017, em Manaus, no bairro Gilberto Mestrinho, a empresa produz aproximadamente meia tonelada de chocolate por mês, com projeto em andamento para chegar a 15 toneladas de Cacau mensais, entre amêndoas e chocolate.

BERLINDA

Dez processos de prestações de contas anuais constam da pauta de hoje do Tribunal de Contas do Estado. Entre elas estão as da Secretaria de Políticas Fundiárias, da gestão de Ivanhoé Amazonas Mendes Filho, em 2015; da Prefeitura de Urucurituba, do exercício de 2015, de responsabilidade do ex-prefeito Pedro Amorim Rocha; da Prefeitura de Borba, de 2015, do ex-prefeito José Maria da Silva Maia; além das contas da Câmara de Coari, na gestão de Keiyton Pinheiro, vereador-presidente e ordenador de despesa, em 2017.

AQUISIÇÃO

O Governo do Amazonas, por meio da Agência de Desenvolvimento Sustentável, adquiriu nesta semana mais 50.465 quilos de produtos regionais oriundos da agricultura local. Os alimentos serão disponibilizados, hoje, para as secretarias de Estado de Justiça, Direitos Humanos e Cidadania e de Assistência Social, e para o Fundo de Promoção Social e Erradicação da Pobreza, responsáveis pela distribuição dos mantimentos a pessoas em vulnerabilidade social.

DOMICILIAR

Nas três primeiras semanas de implantação do Serviço Municipal para Emissão de Declaração de Óbito para mortes por causa natural ocorridas em domicílio, a Prefeitura de Manaus realizou 45 atendimentos. Desse total, 34 (75,55%) foram realizados para pessoas a partir de 60 anos de idade, com outros dez atendimentos na faixa etária de 40 e 59 anos e um de 30 a 39 anos.

DEVOLUÇÃO

Com saldo de R$ 4.117.262.531,27 nos cofres do Amazonas, o deputado estadual Wilker Barreto (Podemos) sugeriu ontem, durante Sessão Ordinária virtual da Assembleia Legislativa do Amazonas, que o Governo do Estado faça a devolução dos R$ 300 milhões retirados da Agência de Fomento do Estado do Amazonas para o pagamento do 13º salário dos servidores públicos em 2019, após comprovação de  arrecadação histórica do Estado, mesmo em plena pandemia do novo coronavírus (Covid-19).

DICAS

Mapear a estrutura dos gastos, qual o capital de giro disponível, quais as linhas de crédito existentes no mercado e, principalmente: renegociar débitos com fornecedores públicos e privados a fim de controlar o fluxo de caixa. Estas são as medidas a ser tomadas por pequenas e médias empresas que desejam manter-se no mercado no contexto pós-pandemia, tendo em vista a previsão de entradas futuras e as grandes contas. A opinião é do economista, publicitário e professor Marcelo Martinovich, em debate com economistas amazonenses via internet ontem.

SOLTOU

O juiz Carlos Henrique Jardim da Silva, respondendo pela 2ª Vara da Comarca de Iranduba (na Região Metropolitana de Manaus), revogou a prisão preventiva do sindicalista Givancir de Oliveira Silva, considerando  que, mesmo acusado de homicídio, ele não pode ser penalizado antecipadamente com a prisão preventiva. O fato gerou apreensão na família das vítimas, que se sentem ameaçadas.

DENÚNCIA

Em pronunciamento, durante Sessão Virtual da Assembleia Legislativa do Amazonas, ontem, o deputado Adjuto Afonso (PDT) denunciou a situação de voos fretados e de táxis aéreos, com destino ao interior do Estado, conduzindo pessoas com suspeita de infecção por Covid 19. O parlamentar solicitou a interferência imediata da Fundação de Vigilância em Saúde do Amazonas e da Secretaria de Estado de Saúde do Amazonas para que fiscalizem tais empresas.

NÚMEROS

O Programa Federativo de Enfrentamento ao Coronavírus vai destinar R$ 257,9 milhões ao governo do Amazonas e R$ 121,04 milhões para as prefeituras municipais, tanto de Manaus quanto do interior, no mês de junho. Todos os 62 municípios serão beneficiados, mas cada um receberá um valor. O rateio obedece dois critérios: taxa de incidência do coronavírus divulgada pelo Ministério da Saúde e tamanho da população. Para Manaus, será destinado em junho R$ 63,7 milhões. No interior, Parintins é quem ganhará mais em junho: R$ 3,3 milhões.

FRASES

“Conversei com os executivos, que estão muito otimistas com esse processo de recuperação.” Wilson Lima (PSC), governador do Amazonas, em visita à empresa Videolar ontem

“Deixem as multinacionais investirem no nosso Estado”. Josué Neto (PRTB), deputado estadual, defendendo o fim do monopólio do gás no Amazonas

Qual sua opinião? Deixe seu comentário

Gostou do Conteúdo? Assine nossa Newsletter

Compartilhe:

Facebook
Twitter
LinkedIn
Telegram
WhatsApp
Email

Compartilhe:

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email