2 de dezembro de 2021

Bens de informática em ascensão

Faturamento recorde de R$ 5 bilhões, sobre o ano passado, coloca segmento em destaque, com alta de 21,85%

O segmento Eletroeletrônico incluindo bens de informática cresceu 21,85% no primeiro bimestre do ano, com faturamento recorde de R$ 5 bilhões, na comparação com o mesmo período do ano passado. Já na conversão para o dólar, – moeda de parâmetro internacional, o crescimento foi de 6,78%, que equivale a US$ 2.5 bilhões, divulgados nos Indicadores de Desempenho da Suframa (Superintendência da Zona França de Manaus)
A fabricação de tablets, microcomputadores (desktops e portáteis) e aparelhos receptores de GPS (Global Posicionamento por Satélite) foram responsáveis pelo desempenho positivo do subsetor de Bens de Informática. Ainda, segundo dados dos Indicadores de Desempenho, foi destaque entre janeiro e fevereiro deste ano, ao alcançar o faturamento de R$ 1,2 bilhão, valor 36,03% superior ao do primeiro bimestre de 2012, sendo US$ 617 milhões que cresceu 19,10% na conversão em dólar.
Os melhores resultados foram obtidos na fabricação de computadores de mesa, com 54.017 unidades e crescimento de 136,53% em relação a janeiro e fevereiro de 2012. Os aparelhos GPS, por sua vez, registraram produção de 53.722 unidades e alcançaram crescimento de 79,12% na comparação com igual intervalo de 2012.
No caso dos tablets a produção foi de 161.212 unidades no primeiro bimestre de 2013. O número que superou a produção total de 197.616 unidades registrada em 2012. Já os laptops e notebooks registraram produção de 117.953 unidades no primeiro bimestre, e crescimento de 46,36% em relação ao mesmo período do ano passado.
O Jornal do Commercio ouviu o economista Francisco de Assis Mourão Junior. Ele diz que diante do resultado positivo do setor Eletroeletrônico, a Zona Franca demonstra que possui um pátio industrial consolidado. “Este é o lado positivo do resultado, que mesmo com os fortes concorrentes asiáticos e com a tentativa de boicote ao modelo Zona Franca sempre rechaçado pelos Estados, principalmente, do Sudeste do país, o resultado veio comprovar que os produtos fabricados aqui, ainda são competitivos e continuam atraentes para atender ao cosumo nacional e a exportação, também”, assegurou Mourão Junior.
De acordo com o superintendente da SUFRAMA, Thomaz Nogueira, o polo de Bens de Informática da Zona Franca de Manaus tem despertado interesse crescente em investidores e é um segmento no qual a autarquia aposta muito neste ano.
“Nos últimos anos, por conta das vantagens comparativas do PIM e do ambiente propício e estável da Zona Franca de Manaus para negócios, o polo Eletroeletrônico, com destaque para Informática, tem contado cada vez mais com investimentos para diversificação de linhas de produção. Um ótimo exemplo é a fabricação de tablets. Nossa expectativa para este bem é que, em 2013, a produção ultrapasse a marca de um milhão de unidades”, afirmou Nogueira.

Qual sua opinião? Deixe seu comentário

Anúncio

Compartilhe:

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email

Siga-nos

Notícias Recentes

JC Play

Podcast

Gostou do Conteúdo? Assine nossa Newsletter

Compartilhe:

Facebook
Twitter
LinkedIn
Telegram
WhatsApp
Email

Compartilhe:

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email