Arrecadação deve crescer 20%

https://www.jcam.com.br/FOTO_29062014 a5.jpg
Projeção é do titular da Sefaz, Afonso Lobo, que espera resultado em torno de R$ 4,4 bilhões

Crescimento de 20% em relação ao mesmo período do ano passado: este deverá ser o resultado da arrecadação estadual no primeiro semestre de 2014, segundo o secretário de Estado da Fazenda Afonso Lobo. Nos seis primeiros meses de 2013, o Amazonas arrecadou R$ 3,6 bilhões em impostos e tributos estaduais. Com o incremento de 20% projetado pala Sefaz em cima deste resultado, a arrecadação estadual de janeiro a junho deste ano deve bater a casa dos R$ 4,4 bilhões. O resultado foi comemorado pelo titular da pasta, especialmente considerando o cenário de desaceleração da economia em nível nacional.
“A gente deve fechar o primeiro semestre com um crescimento de 20% em relação ao igual período do ano anterior. Este é um crescimento importante, substantivo, considerando a realidade econômica do país. Acho que é um crescimento bem importante”, comemorou Lobo.
Na opinião do secretário, este resultado é reflexo da produção de televisores no Distrito Industrial para a Copa do Mundo. No entanto, ainda segundo o secretário, com o término do Mundial a tendência é de que a arrecadação sofra queda nos próximos três meses. A previsão para o fim do ano, ao contrário, permanece positiva.
“O terceiro trimestre não será tão bom, isso já está identificado. No entanto, o último trimestre vai ser muito bom, com as tradicionais vendas de final de ano. A nossa expectativa é de que haja uma ligeira retração no próximo trimestre e que em outubro, novembro e dezembro a gente tenha uma retomada”, avalia.

Indústria
O economista José Fernando também credita o expressivo crescimento da arrecadação estadual ao bom desempenho da indústria. Ele lembra que neste ano – que considera atípico –, com a expectativa em torno da Copa do Mundo, só o setor de televisores cresceu cerca de 53%. Ele discorda, porém, que haverá queda nos meses subsequentes. Na opinião de Fernando a tendência é de que a arrecadação continue crescendo até o fim do ano, só que em um ritmo menos acelerado do que o que aconteceu às vésperas da realização do maior evento esportivo do mundo em Manaus.
“Na realidade não se trata de queda; a arrecadação não vai cair. O que acontece é que neste terceiro trimestre teremos um crescimento menor do que o que foi registrado neste pico de arrecadação porque já passou o período do mundial e as vendas de televisores vão reduzir consideravelmente. Geralmente o segundo semestre é muito mais dinâmico que o primeiro. Temos duas sazonalidades importantes que é o dia das crianças e as festas de fim de ano,” lembrou.
Apesar de afirmar que ainda não é possível fazer uma estimativa em relação ao resultado da arrecadação no ano de 2014, José Fernando garante que o resultado será positivo.
“Não podemos projetar o resultado do ano porque 2014 é um ano diferente dos outros. Temos dois grandes eventos: a Copa do Mundo e as eleições. Que (o resultado) vai ser muito bom nós temos certeza, mas fica difícil fazer uma projeção. Ainda está muito cedo”, finalizou.

Qual sua opinião? Deixe seu comentário

Gostou do Conteúdo? Assine nossa Newsletter

Compartilhe:

Facebook
Twitter
LinkedIn
Telegram
WhatsApp
Email

Compartilhe:

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email