Alckmin diz que patriotismo é para todos

Governador defende postura da oposição diante da crise política em reunião no Senado

Em visita ao Senado, o governador de São Paulo, Geraldo Alckmin (PSDB), defendeu a postura da oposição diante da crise política enfrentada pelo governo Dilma Rousseff e disse que os tucanos são “cumpridores da Constituição”.
“A oposição é necessária, é tão patriótico ser governo como [ser] oposição”, afirmou nesta quarta-feira (8) após participar de audiência pública no Senado sobre desafios para o abastecimento de água e esgotamento sanitário.
“Quem tem que investigar, investiga. Quem tem que prestar contas, presta contas. Quem tem que decidir, decide. O nosso compromisso tem que ser com a Constituição”, emendou.
Presente à audiência, o senador Aécio Neves (PSDB-MG) voltou a criticar a postura da presidente Dilma Rousseff em entrevista à Folha de S.Paulo. Na ocasião, Dilma foi enfática ao dizer que não irá cair e que não há elementos que justifiquem seu afastamento da função.
“O que vejo é uma presidente acuada, fragilizada. Porque uma presidente da República que tem que vir a público para dizer que não vai cair é uma presidente que não se sente segura no cargo. Isso é algo primário na política”, alfinetou.
O senador refutou as críticas sobre suposta atitude golpista adotada pelos opositores do governo, como afirmam petistas. “Somos guardiões da Constituição”, disse.
Ele ainda comentou o resultado da inflação oficial brasileira, que atingiu 8,89% no acumulado dos últimos 12 meses.
“Hoje os brasileiros mais pobres é que pagam o preço mais duro das irresponsabilidades cometidas por esse governo ao longo dos últimos anos. É algo absolutamente fora de quaisquer expectativas ou anúncios feitos pelo governo”, disse.

Elogios
Ao final da audiência, Aécio teceu elogios ao colega de partido. Presidente nacional do PSDB, o mineiro disse que Alckmin “certamente ainda alcançará voos muitos maiores do que esse”, em referência ao cargo do governador.
Alckmin é tido como um dos presidenciáveis do partido. Seu nome, inclusive, já foi lançado à corrida presidencial de 2018 pelos seus correligionários paulistas. Ele também conquistou mais espaço na direção da sigla. Aécio, presidente nacional do PSDB e também na lista dos tucanos que poderão concorrer à Presidência, ainda destacou a conduta do governador ao longo da maior crise hídrica do Estado de São Paulo.
“Sempre com muita serenidade, responsabilidade, mostrou aos brasileiros que não há crise que não possa ser superada com planejamento, com coragem, sobretudo com determinação. O partido de vossa excelência tem orgulho enorme da sua trajetória, que certamente ainda alcançará voos muito maiores do que esse”, disse.

Folhapress

Qual sua opinião? Deixe seu comentário

Gostou do Conteúdo? Assine nossa Newsletter

Compartilhe:

Facebook
Twitter
LinkedIn
Telegram
WhatsApp
Email

Compartilhe:

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email