Afinal, o que significa representação parlamentar?

O deputado Marcelo Ramos, indicado/escolhido por seus parceiros para a mesa diretora da Câmara  dos Deputados, no cargo de vice-presidente, representa o espírito aguerrido de uma bancada das mais dedicadas de nossa história política-parlamentar. Oriundo de grupos de esquerda – essa divisão aloprada no jogo de cores que rotulam pessoas – ele logo percebeu a tolice que isso representa. O que se espera de um político não é a cor X ou Y que ele diz adotar. É algo mais objetivo, simples e direto. Em poucas palavras, podemos definir como a capacidade do parlamentar representar os interesses do tecido social que nele confiou. Parece simples. Mas isso tem algo de sagrado, pois implica em transitar em sintonia com o espírito ético, cívico e fraterno de uma população. 

Credibilidade e espírito público 

Lembro, claramente, da investida de Marcelo Ramos como candidato ao governo do Amazonas, em 2014, quando foi apresentar às entidades do setor produtivo sua plataforma de governança. Levou demonstrativos e indicadores dos paradoxos que descrevem a economia do Amazonas, mas sobretudo narrou, de pronto, com desenvoltura, sem olhar para as pranchas, a disparidade entre a riqueza que é produzida em Manaus, a que é arrecadada pelo poder público e a migalha que é distribuída para o cidadão. Ele não venceu as eleições mas deixou impressões positivas para eleitores tão desencantados com a incompetência de seus governantes. Deixou credibilidade e indícios claros de espírito público, permitindo inferir  dinamismo e sensibilidade em seu conceito de representação do interesse público.

Um programa de acertos 

E na pessoa de Marcelo Ramos, vale destacar a conduta dos demais integrantes de nossa bancada federal que, como poucas vezes na história, se envolveu com denodo e espírito público na defesa do Amazonas, de sua gente e da economia que a sustenta. Sim, estamos falando da Economia propiciada pelo programa Zona Franca de Manaus, a contrapartida mais recheada de acertos na memória dos gastos fiscais da República. Essa bancada, que tomou assento no Congresso em 2019, quando convidada pelas entidades, respondeu e compreendeu rapidamente a imperiosa necessidade de adesão e envolvimento com nosso programa de desenvolvimento regional, os números da Economia, os impactos positivos, a efetividade e as oportunidades da ZFM. 

Direitos constitucionais 

Como arautos de nossa segurança jurídica, todos se engajaram nas comissões e tarefas necessárias ao resguardo da Economia, aqui escrita em maiúsculas para ilustrar a seriedade com que deve ser tratado o pão-nosso de cada dia,  o Polo Industrial de Manaus, nossa galinha dos ovos de ouro. Em letras garrafais, nossa Economia foi abraçada com alma, coração e vida, por nossa representação parliamentar. A presença de todos eles em nossas reuniões semanais/quinzenais do Comitê Indústria ZFM COVID-19, suas contribuições nos debates com os especialistas de todo Brasil, foram decisiva para criar defesas, alicerces e argumentos de resguardo dos direitos constitucionais da ZFM. Tributaristas, economistas, juristas de monta, todos que aqui vieram, voluntariamente, expressaram admiração e respeito a nossa aguerrida representação parlamentar. 
Atuar em lugar de…

A escolha de Marcelo Ramos – advogado, economista e deputado federal de primeira viagem – para a vice-presidência da Câmara dos Deputados, um cargo de extrema relevância política,  traduz a dimensão dessa luta e as expectativas que o Amazonas acalenta para sua base econômica e de seu orgulha daqueles que sabem, gostam e usam declinar com afinco o verbo representar. Representar, portanto, nada mais é do que atuar em lugar de… defender os interesses de alguém, de seus conterrâneos. E por isso, em nome das entidades da indústria, e de todos aqueles que atuam em nome da população do Amazonas, nossos efusivos parabéns! Especialmente parabéns a Marcelo Ramos por seu desempenho e de seus afoitos companheiros de representação parlamentar!!! 

(*) Wilson é economista, empresário e presidente do Centro da Indústria do Estado do Amazonas e Coordenador da Convergência Empresarial da Zona Franca de Manaus

Qual sua opinião? Deixe seu comentário

Gostou do Conteúdo? Assine nossa Newsletter

Compartilhe:

Facebook
Twitter
LinkedIn
Telegram
WhatsApp
Email

Compartilhe:

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email