Pesquisar
Close this search box.

Mercado vê momento oportuno

Pandemia ainda afetará o Natal
Compartilhe:​

O momento é propício para movimentar mais ainda a economia. As festas de Natal e Ano Novo são oportunas para fomentar novos negócios no comércio e na indústria, no Brasil, segundo avaliam expertises, apesar de algumas intempéries registradas nas atividades econômicas.

Segundo o Dieese (Departamento Intersindical de Estatística e Estudos Socioeconômicos), o pagamento do 13º salário deverá injetar na economia brasileira cerca de R$ 291 bilhões. As projeções reveladas ontem pelo órgão.

O valor representa aproximadamente 2,7% do Produto Interno Bruto (PIB, soma de todos os bens e serviços produzidos no país) e será pago a cerca de 87,7 milhões de pessoas: trabalhadores do mercado formal, beneficiários da Previdência Social e aposentados e beneficiários de pensão da União e dos estados e municípios. Em média, cada trabalhador deverá receber R$ 3.057.

Do montante a ser pago como 13º, cerca de R$ 201,6 bilhões, ou 69% do total, irão para empregados formais, incluindo trabalhadores domésticos, e 31%, (R$ 89,8 bilhões) para aposentados e pensionistas. Beneficiários da Previdência Social (32,8 milhões de pessoas) receberão R$ 55,4 bilhões, aposentados e pensionistas da União, R$ 11,2 bilhões (3,8%); aposentados e pensionistas dos estados, R$ 17,5 bilhões (6%); e aposentados e pensionistas dos regimes próprios dos municípios, R$ 5,6 bilhões.

A maior média do valor do 13º será paga aos trabalhadores do setor de serviços (R$ 4.460). A indústria aparece com o segundo valor, equivalente a R$ 3.922; e o menor fica com os trabalhadores do setor primário da economia, R$ 2.362. 

O maior valor médio para o 13º será destinado aos trabalhadores, aposentados e pensionistas no Distrito Federal (R$ 5.400) e o menor, no Maranhão e Piauí (R$ 2.087 e R$ 2.091, respectivamente). 

Segundo o Dieese, para o cálculo do pagamento do 13º salário em 2023, foram reunidos dados da Rais (Relação Anual de Informações Sociais) e do Novo Caged (Cadastro Geral de Empregados e Desempregados), ambos do Ministério do Trabalho e Emprego. Também foram consideradas informações da Pnad (Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios Contínua), realizada pelo Instituto IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística, da Previdência Social e da STN (Secretaria do Tesouro Nacional), segundo o governo federal.

Portanto, o brasileiro deve esperar que os dois últimos meses do ano possam proporcionar um cenário mais positivo na economia brasileira, beneficiando todos os estratos sociais, como também os setores envolvidos na cadeia produtiva.

Trabalho intensivo…

O prefeito David Almeida (Avante) mostra grande empenho para transformar Manaus na “melhor cidade para se viver”. Os frutos dessa mega iniciativa já estão bem transparentes. Aliás, é um projeto anunciado desde a campanha do então candidato à prefeitura. Em pouco tempo, a capital se transformou em um verdadeiro canteiro de obras, gerando novos empregos e renda à população. A infraestrutura urbana experimenta grande modernização, melhorando a mobilização, dando um aspecto mais dinâmico, paisagístico e eficiente ao tráfego.

O ‘Asfalta Manaus’ trabalha a recuperação de aproximadamente 10 mil ruas. Claro, existem percalços no meio do caminho de quem se dedica diariamente a uma região que abriga, hoje, pelo menos 500 empresas no parque industrial do modelo ZFM. São muitos fatores prós e contras, exigindo muitas habilidades de um governante focado em alavancar a economia, fortalecer a cadeia produtiva, compartilhando os benefícios em todos os setores das atividades econômicas. É a nova forma de atuar de uma das principais lideranças da nova geração de políticos do Amazonas.

Diversificação

A nova gestão da prefeitura também investe pesadamente no social. A área de saúde melhorou a atenção básica, ampliando o atendimento tanto em Manaus como zona rural do município. Feiras e mercados são recuperados de acordo com as necessidades de cada região. A rede municipal de educação já experimenta um boom em suas atividades. Professores reúnem mais condições para o ensino. Bolsas e outros incentivos aumentam o leque de recursos para aperfeiçoar o aprendizado.

Omar

Com grande influência no governo Lula, o senador Omar Aziz (PSD-AM) já pode ser considerado um pré-candidato do partido para disputar o Palácio Rio Negro nas eleições de 2026, quando Wilson Lima (UB) encerrará o seu segundo mandato. Essa disposição foi revelada quando o parlamentar recebeu o Título de Cidadão Honorário de Brasília. “Quero vê-lo eleito governador. Acho que já podemos vaticinar que teremos um nome fortíssimo”, disse Paulo Pereira, presidente da legenda no DF.

Cacife

O senador tem cacife para tanto. Reeleito com uma margem apertada de votos em 2022, quando teve como forte concorrente o bolsonarista Coronel Menezes, Omar Aziz, provavelmente não terá nada a perder se sair candidato em 2026. Seu atual mandato vai até 2030. Ele disputou o governo na mesma situação em 2018 e acabou na quarta colocação, com 8% dos votos. Com o apoio de Lula, que se revela como grande aliado do Amazonas, tem amplas possibilidades de decolar.

Aterro

Ontem, vereadores da Câmara Municipal de Manaus realizaram uma visita técnica ao novo aterro sanitário em fase de construção pela empresa Marquise Ambiental, na BR-174. A instalação do local na área do Tarumã, zona oeste, tem sido alvo de críticas da população e dos parlamentares pelos possíveis riscos causados ao meio ambiente, mais especificamente nos rios e igarapés da região. A inspeção foi agendada pela Comissão de Meio Ambiente, Recursos Naturais, Sustentabilidade e Vigilância da CMM.

Correção

Em nota, a prefeitura de Manaus informou ontem que a Semef (Secretaria Municipal de Finanças e Tecnologia da Informação) realizou uma correção no Sistema de Administração Financeira Integrada Municipal em relação aos pagamentos destinados à Câmara em 2023. Segundo o município, o valor autorizado para o respectivo repasse excedeu o limite estabelecido pela Constituição Federal, fato que justifica a medida tomada para equilibrar o orçamento, sem prejuízos a outros setores da administração.

Homenagem

O TCE-AM homenagem, ontem, autoridades do setor jurídico, contábil, político e empresaria com o  ‘Colar do Mérito de Contas’, maior comenda da Corte de Contas, a 14 personalidades que se destacaram em serviços relevantes relacionados ao segmento no Amazonas. O evento, que também faz alusão aos 73 anos de fundação do órgão, foi transmitido ao vivo por meio das redes sociais, entre elas YouTube, Facebook e Instagram. Conselheiros ressaltaram a atuação dos homenageados.

BR-319

Mais um capítulo no impasse sobre a recuperação da BR-319. O presidente do Ibama, Rodrigo Agostinho, disse que cabe ao Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes dar continuidade ao processo de pavimentação da rodovia. Segundo ele, o Dnit deve entregar nos próximos meses os estudos de impacto ambiental que ainda faltam para o órgão analisar. O anúncio ocorreu durante a audiência da CPI das ONGs, que ocorre no Senado, em Brasília. O caso já virou uma lenda urbana.

Repiquete

A vazante ainda assusta. O Rio Negro retornou a descer após 11 dias desde a estabilização, no dia 27 de outubro, data em que marcou 12 metros e 70 centímetros. Ao longo desses dias, a régua do Porto de Manaus registrou subidas com médias diárias de 6 cm, 7 cm e até 8 cm. Ontem, as águas atingiram a cota de 13 metros e 18 centímetros, e nos últimos dois dias vazou quatro centímetros, com médias diárias de 2 cm negativos. Pelo menos 600 mil pessoas são afetadas pela alta estiagem.

FRASES

“Precisamos alinhar a sustentabilidade à tecnologia”.

David Almeida (Avante), prefeito, sobre potencial econômico do Amazonas.

“Brasil é soberano”.

Lula (PT), presidente, mandando recado a potências mundiais.

Redação

Redação

Jornal mais tradicional do Estado do Amazonas, em atividade desde 1904 de forma contínua.

Qual sua opinião? Deixe seu comentário

Notícias Recentes

No data was found
Pesquisar