Pesquisar
Close this search box.

Comando Militar da Amazônia: 67 Anos protegendo a Amazônia Ocidental

Compartilhe:​

O Comando Militar da Amazônia (CMA) teve origem no Comando de Elementos de Fronteira, subordinado à 8ª Região Militar, sediada em Belém, e foi instalado em Manaus, em 1949, com a missão de apoiar os elementos do Exército destacados na Fronteira. Posteriormente, o Comando passou a se chamar Grupamento de Elementos de Fronteira, estabelecendo seu Quartel-General no edifício que havia sido construído em 1863 e que, anteriormente, sediava o 27º Batalhão de Caçadores e, atualmente, abriga o Colégio Militar de Manaus, na Praça General Osório.

Em 27 de outubro de 1956, foi criado o CMA, com sede em Belém, abrangendo os elementos do Exército nos estados do Amazonas, Pará, parte norte de Goiás (a partir de Porto Nacional), parte do Mato Grosso (correspondente ao Município de Aripuanã) e os Territórios Federais do Amapá, Rio Branco (atual Roraima), Acre e Rondônia.

Em 17 de abril de 1969, a sede do CMA foi transferida para Manaus, tendo sido criada a 12ª Região Militar, também com sede em Manaus, e extinto o Grupamento de Elementos de Fronteira. O Quartel-General do Grupamento de Elementos de Fronteira foi transformado em Quartel-General do CMA e 12ª Região Militar. Essa, pouco tempo depois, recebeu seu próprio aquartelamento, às margens do Rio Negro.

O CMA de ontem e de hoje muito se assemelha em sua dimensão e em seus desafios.

Hoje, somos cerca de 20 mil homens e mulheres, distribuídos em 64 Organizações Militares, em uma área de mais de dois milhões de quilômetros quadrados, nos quatro estados da Amazônia Ocidental: Acre, Amazonas, Rondônia e Roraima.

Somos a presença do Estado brasileiro nos mais distantes rincões. Nossos 23 pelotões especiais de fronteira são as sentinelas da Amazônia e vigiam diuturnamente o País, honrando o lema Vida, Combate, Trabalho e Proteção.

Somos o “Braço Forte” da Nação Brasileira, atuando incessantemente em operações contra delitos transfronteiriços e ambientais, em sinergia com a Marinha do Brasil, a Força Aérea Brasileira e as diversas agências e órgãos públicos das esferas federal, estadual e municipal presentes na Amazônia.

Somos a prontidão logística e operacional do Exército Brasileiro na Amazônia Ocidental, levando em nossas embarcações, helicópteros e viaturas a resposta rápida e precisa quando e onde for necessário.

Somos a “Mão Amiga”, que leva assistência médico-hospitalar, alimentos e o cuidado às mais diversas comunidades indígenas e ribeirinhas em toda a Amazônia Ocidental.

Somos a Força de nossa Força, com os mesmos valores e novos desafios, unidos nos mesmos ideais do nosso Patrono, o Duque de Caxias, o Pacificador.

Somos quem está presente junto à população em momentos de maior necessidade, como na pandemia da COVID-19, nas cheias e nas estiagens dos rios, nas operações militares, no apoio e proteção aos povos originários, no acolhimento humanitário dos refugiados, na defesa e soberania da Amazônia.

Somos ponta de lança em inovação e tecnologia, agregando os mais diversos setores estratégicos da sociedade, buscando aumentar ainda mais as entregas do Exército Brasileiro por intermédio de parcerias e da busca de tecnologias relacionadas à operacionalidade e à preservação ambiental.

Somos integradores do território, por meio das mais diversas empreitadas da Engenharia Militar, construindo estradas, aeródromos e outras obras de cooperação, que levam mais longe o sentimento de pertencimento do amazônida à sua Pátria.

Somos rigorosos na aplicação de recursos do contribuinte, pois fazemos questão de termos nossa administração auditada, prestando constantemente contas à sociedade.

Somos preservadores do bioma amazônico e atuamos incansavelmente na proteção do meio ambiente e preservação de nossa floresta, contribuindo com o plantio de mais de 20 mil mudas de árvores nativas, no contexto do projeto “Uma Árvore Para Cada Soldado”, neste ano.

            Somos, portanto, a presença do Exército Brasileiro na Amazônia Ocidental. Uma Força coesa, integrada à sociedade e comprometida com a defesa do Brasil e com a proteção de sua população. Uma Instituição que demonstra que segurança e sustentabilidade podem andar de mãos dadas, contribuindo para um futuro mais promissor para a Amazônia e para o Brasil como um todo.

            Este é o seu Comando Militar da Amazônia, que, há 67 anos, protege, integra e desenvolve a Amazônia Ocidental.

            EXÉRCITO PRESENTE, AMAZÔNIA PROTEGIDA!

SELVA!

CMA CMA

CMA CMA

Qual sua opinião? Deixe seu comentário

Notícias Recentes

No data was found
Pesquisar