Cai, cai balão

Compartilhe:​

O título pode ter induzido você a mergulhar no universo mágico das cantigas de roda, no entanto não será esse o assunto de hoje, e sim, mais uma vez, palavras parecidas e que induzem alguns a deslizarem linguisticamente. Vamos a elas?!

SOB X SOBRE

Apesar de parecidas, essas duas têm sentidos antagônicos. São, digamos assim, parentes semelhantes, mas com temperamentos opostos. “Sob” significa “abaixo de”; “protegido por”; “submetido a”; “por efeito de”. Ex: “Muito ainda iria passar sob aquela ponte”. Em compensação, “sobre” quer dizer “por cima de”; “acerca de”; “ao longo de”; “em direção a”. Ex: “O jogo de louça Limoges estava sobre a mesa, indicando uma ocasião especial”.

EM FRENTE X ENFRENTE

“Em frente” é uma locução adverbial, que indica lugar, e cuja semântica, traz: “na frente de”; “defronte de”; “perante a”; “diante de”. Todavia, “enfrente”, nada mais é, do que o verbo “enfrentar” devidamente conjugado.

NÓS X A GENTE

Na linguagem informal, se não houver outro jeito, pode-se usar o “a gente”, mas por que não tentar nos valer da 1.ª pessoa do plural, do “nós”? Minha avó, corrigia eu e minha irmã quando ouvia um “a gente”, dizendo: “a gente, não, nós!”. Eu venho tentando substituir um pelo outro e sei o quanto é difícil, parece que esse “a gente” grudou e anda povoando até a linguagem mais cuidada. Fica a dica.

Joyce Tino

Joyce Tino

Qual sua opinião? Deixe seu comentário