Pesquisar
Close this search box.

Bolada à espera da população

Compartilhe:​

Ela está disponível para grande parte da população, mas os brasileiros ainda não sacaram R$ 7,12 bilhões em recursos esquecidos no sistema financeiro até o fim de maio, segundo informou, em Brasília, o Banco Central. Até agora, o SVR (Sistema de Valores a Receber) devolveu R$ 4,17 bilhões de um total de R$ 11,29 bilhões postos à disposição pelas instituições financeiras.

As estatísticas do SVR são divulgadas com dois meses de defasagem. Em relação ao número de beneficiários, até o fim de maio 14.511.476 correntistas haviam resgatado valores. Isso representa apenas 26,93% do total de 53.892.113 correntistas incluídos na lista desde o início do programa, em fevereiro de 2022.

Entre os que já retiraram valores, 13.975.515 são pessoas físicas e 535.961 são pessoas jurídicas. Entre os que ainda não fizeram o resgate, 36.592.388 são pessoas físicas e 2.788.249 são pessoas jurídicas.

A maior parte das pessoas e empresas que ainda não fizeram o saque têm direito a pequenas quantias. Os valores a receber de até R$ 10 concentram 62,84% dos beneficiários. Os valores entre R$ 10,01 e R$ 100 correspondem a 25,16% dos correntistas. As quantias entre R$ 100,01 e R$ 1 mil representam 10,23% dos clientes. Só 1,78% tem direito a receber mais de R$ 1 mil.

Depois de ficar fora do ar por quase um ano, o SVR foi reaberto em março, com novas fontes de recursos, um novo sistema de agendamento e a possibilidade de resgate de valores de pessoas falecidas.

Em março, informou o Banco Central, foram resgatados R$ 505 milhões esquecidos. O valor caiu para R$ 259 milhões em abril e para R$ 232 milhões em maio.

A nova fase do SVR tem novidades importantes, como impressão de telas e de protocolos de solicitação para compartilhamento no Whatsapp e inclusão de todos os tipos de valores previstos na norma do SVR. Também haverá uma sala de espera virtual, que permite que todos os usuários façam a consulta no mesmo dia, sem a necessidade de um cronograma por ano de nascimento ou de fundação da empresa.

Além dessas melhorias, há a possibilidade de consulta a valores de pessoa falecida, com acesso para herdeiro, testamentário, inventariante ou representante legal. Assim como nas consultas a pessoas vivas, o sistema informa a instituição responsável pelo valor e a faixa de valor. Também há mais transparência para quem tem conta conjunta. Se um dos titulares pedir o resgate de um valor esquecido, o outro, ao entrar no sistema, conseguirá ver as informações como valor, data e CPF [Cadastro de Pessoas Físicas) de quem fez o pedido.

Também foram incluídas fontes de recursos esquecidos que não estavam nos lotes do ano passado. Foram acrescentadas contas de pagamento pré ou pós-pago encerradas, contas de registro mantidas por corretoras e distribuidoras encerradas e outros recursos disponíveis nas instituições para devolução.

Nota abre Perfil

Indústria aposta em novo cenário

A aprovação da reforma tributária na Câmara dos Deputados repercute positivamente na indústria da ZFM. O presidente da Fieam, Antonio Silva, avalia que a concessão de um fundo de compensação, inserido na PEC votada em plenário, manterá a competividade das empresas do parque industrial de Manaus. “Além de compensar as perdas de arrecadação do Estado, a contrapartida da União possibilitará a continuidade do desenvolvimento econômico e tecnológico do modelo Zona Franca”, ressaltou ele. Porém, nem todas as lideranças veem a decisão com tanto otimismo.

O governador do Estado, Wilson Lima (UB), disse que houve um esforço concentrado de todos os representantes da região para diminuir os impactos das mudanças, convencendo parlamentares de vários partidos que o regime diferenciado da cadeia produtiva local é extremamente importante para manter a floresta em pé. “O desfecho abre também um leque de oportunidades na busca de novas matrizes econômicas”, destacou Lima. Agora, as expectativas giram em torno do Senado.

Bioeconomia

Com a personalidade jurídica, o CBA abre portas também para alavancar a bioeconomia, segundo expertises do segmento. Na realidade, o centro funcionará como fornecedor de novas tecnologias que poderão ser operadas por múltiplas empresas, reunindo pequenos, médios e grandes negócios. Os insumos regionais, que escondem tantas utilidades, podem agregar mais empreendimentos, gerando novos empregos e renda. É a ponta do iceberg que desenha um futuro promissor.

Cotão

A proposta de aumento das verbas de gabinete da Câmara Municipal de Manaus ainda é motivo de muitas críticas entre lideranças empresariais e políticas e até na população. O Cotão passará de R$ 70 mil para R$ 98 mil, nada menos que R$ 28 mil de reajuste. O caso tem alta ressonância. E o principal questionamento é se os 41 vereadores da capital têm necessidade de tanta verba para custear seus trabalhos legislativos. É assustador diante de tanta gente que sobrevive com parcos R$ 1.300.

Sanção

O deputado estadual Roberto Cidade (UB), presidente da Assembleia, teve sancionados sete projetos nas áreas de economia, empreendedorismo, setor primário, social, entre outras medidas de alto impacto na região. Cidade está sempre alerta às necessidades da população, principalmente a do interior do Estado, onde a situação é mais grave que na capital. O parlamentar conhece a fundo a vida dos ribeirinhos.  Vez por outra, viaja para os municípios. E tem condições de ascender ainda mais em cargos públicos.

Fronteira

Brasil e Colômbia mantêm mais relações para fortalecer ações na tríplice fronteira, reunindo as c idades de Tabatinga e Benjamin Constant (lado brasileiro), Islândia e Petrópolis (peruanas) e a colombiana Letícia. Lula cumpre agenda na região como encontro preparativo para a cúpula que reunirá os principais países do continente sul-americano. Precisa intensificar a fiscalização em áreas tão extensas, hoje cobiçadas pelo crime organizado. O poder público tem que aumentar o seu raio de ação.

Golpes

E o alerta toca. Apesar de ter sido desbaratada uma quadrilha digital que vendia rifas com cartas marcadas, os golpes continuam sendo perpetrados em Manaus. Durante a semana, a Polícia Civil prendeu mais uma influencer que fazia sorteio usando laranjas e cujo marido lavava o dinheiro arrecadado. Incrível como tanta gente ainda é ludibriada em um mundo em que um universo de informações pode ser acessado na internet, tirando todo tipo de dúvidas. Mas eles (os criminosos) sabem como lesar.

Preservação

Enfim, uma luz no fim do túnel. Após cinco anos consecutivos de alta, a área sob alerta de desmatamento na Amazônia teve queda de 33% no primeiro semestre de 2023, segundo o Ministério do Meio Ambiente. Os números são considerados preliminares e foram coletados pelo Deter (Sistema de Detecção de Desmatamento em Tempo Real) do Instituto de Pesquisas Espaciais, que monitora alterações na cobertura florestal. A ministra Marina Silva, que comanda a pasta, promete ampliar mais as ações.

Poder

O País respira mudanças. Em votação simbólica, a Câmara dos Deputados também aprovou o projeto de lei que dá à União maior poder de decisão nos julgamentos do Carf (Conselho Administrativo Fiscal). O texto agora vai ser analisado no Senado. O projeto era prioritário para o governo Lula (PT). O texto tinha urgência constitucional e trancava a pauta, impossibilitando a votação de outras matérias, com exceção de PECs (Propostas de Emenda à Constituição), como a da reforma tributária

Empenho

Agora, Lula só é sorrisos. Em encontro no Palácio da Alvorada, ele agradeceu o empenho do presidente da Câmara, Arthur Lira (PP-AL), e líderes partidários da Casa em “importantes votações” desta semana. A reunião ocorreu logo após a Câmara aprovar a reforma tributária e o Carf . As duas propostas, que seguirão para análise do Senado, são de interesse do governo. Outra pauta prioritária do Planalto, o novo marco fiscal teve a votação adiada para agosto. A gestão petista apaga incêndios.

FRASES

“Fundo pode diversificar produção e criar novas matrizes econômicas”.

Antonio Silva, presidente da Fieam, comentando compensação por mudanças.

Projetos importantes para o Brasil”.

Lula (PT), presidente, após aprovação da reforma tributária na Câmara.

Redação

Redação

Jornal mais tradicional do Estado do Amazonas, em atividade desde 1904 de forma contínua.

Qual sua opinião? Deixe seu comentário

Notícias Recentes

No data was found
Pesquisar