Pesquisar
Close this search box.

O deputado príncipe

Aristóteles Drummond

As coisas boas são escondidas neste momento lamentável que o país vive, em que a pauta é inútil por se dedicar à política mais baixa do toma lá dá cá, da geração de maior carga fiscal, de dificuldades para o investimento gerador de emprego e renda . Iniciativas de simplificação da vida do cidadão, desde o mais simples assalariado ao grande empresário, nem se cogita. Tudo favorece a destruição de valores do civismo, da tradição, da verdade histórica em nome de uma narrativa falsa, negacionista e voltada para a destruição do que foi a base da formação do pensamento brasileiro cristão e democrático.

São poucos os brasileiros que têm conhecimento da presença no Congresso Nacional de um parlamentar que descende diretamente de nossos imperadores, trineto da Princesa Izabel, bisneto de seu sucessor, D. Luís, neto do Chefe da família imperial por mais de 30 anos, D. Pedro Henrique, e filho de D. Eudes, oficial de nossa Marinha. Luiz Philippe de Orléans e Bragança exerce o segundo mandato na Câmara dos Deputados, na bancada paulista, com brilho e eficiência.

Entre os mais assíduos, com atuação relevante nos trabalhos legislativos, o parlamentar representa bem os ideais cívicos que fizeram de seus maiores a referência mais admirada e respeitada de nossa história. Está sempre na defesa da ordem e do progresso, da abertura econômica com vistas ao desenvolvimento econômico e social, barrado por uma incrível resistência ideológica com presença no Parlamento. Preparado, com experiência internacional nos EUA, Reino Unido e França e passagem pelo setor privado, tem uma visão correta do momento que o mundo vive.

O deputado Luiz Philippe é também um intelectual, com obra, entre as quais o livro “Império de verdades”, que aborda a importância histórica na nossa formação de D. João VI, da Imperatriz Leopoldina, de D. Pedro I e de D. Pedro II. Desmistifica narrativas que fogem à verdade histórica e situa bem o papel decisivo na formação do Brasil desde a chegada das cortes, em 1808, até o reconhecimento de nossa independência, em 1825.

O deputado paulista se inclui no grupo de jovens de formação ética e moral, cultura jurídica e econômica, moderna e progressista. São membros de uma bancada infelizmente pequena proporcionalmente, mas rica em valores, como são os casos dos deputados Marcel van Hattem, Gustavo Valadares e Gilson Marques, com afinidades com veteranos lembrados pelo equilíbrio e compromisso democrático como Júlio Lopes, Lafayette Andrada, Mendonça Filho, Paulo Abi-Ackel e Aécio Neves.

O exemplo do nobre deputado, pelas origens e pela conduta, deste grupo de vozes impulsionadas pelos valores de nossa história imperial e republicana, mantém acesa a chama da esperança por dias melhores para nosso país e nosso povo.

Compartilhe:​

Qual sua opinião? Deixe seu comentário

Notícias Recentes

No data was found
Pesquisar