Pesquisar
Close this search box.

5 minutos 

Carlos Silva

No contexto da evolução das ciências e das tecnologias, é quase impossível, para um simples usuário e sem pesquisar profundamente,  descrever, com  minuciosa exatidão, tudo o que evoluiu nos últimos 60 anos, para o benefício e  malefício da Humanidade. Longe de abordar o progresso das armas de fogo, de uso individual e coletivo, bem como daquelas voltadas para destruição em massa, prefiro focar no avanço da Medicina e das telecomunicações. Claro que quase tudo evoluiu e de forma assustadoramente rápida mesmo. Pergunte a um adolescente de hoje o que é um cheque pré-datado ou o que é uma ficha de telefone. Ele não terá a menor ideia do que seja ou o que fosse, em um passado muito distante. Nem vou me ater a lembrar de carrinhos de rolimã. Mas, de fato, na minha visão, o que mudou mesmo foi a forma de nos comunicarmos e de acessarmos as informações e dados necessários à satisfazer a nossa curiosidade, seja didática ou social, e sabermos o que está acontecendo por aí, no mundo afora. Desde tenra idade, quero dizer no início da fase adulta, eu adquiri uma mania, ou um hábito, de sempre buscar manter contatos com as pessoas que eu julgava serem interessantes e que valeria a pena ter em um rol de pessoas de bem e conhecidas. Ocorre que naquele tempo, telefone era algo caríssimo e poucos os tinham em casa. E as cartas demoravam a chegar ao destino e retornar ao emissor, com as novidades, mesmo que, na época, isso não impactava em nada o nosso cotidiano. Me divirto quando, hoje em dia, escuto alguém reclamar que a “rede caiu” quando estava fofocando no tal do zap zap. Mas, eu acompanhei alguns modismos e que, atualmente, fazem parte profunda da nossa dinâmica da vida. A internet é o exemplo clássico. E, meu networking, ou rede de conhecidos que podem ser úteis um dia, ou amigos que merecem compartilhar um copo de cerveja, é formado, há muitos anos, desde o advento da popularização do celular, da seguinte forma: toda e qualquer pessoa no planeta, em que eu entregue 5 minutos do meu tempo para conversar, em qualquer situação, merece que eu troque os contatos, e ainda mais atualmente com o zap zap. Pode parecer que deve haver algum questionamento em relação à minha sanidade mental, mas, tem funcionado bem, e muito mesmo. Dia desses, revendo mais de 5.000 contatos, descobri que algumas pessoas que, no passado, estavam desempregadas ou que eu emprestei alguma coisa ou que nos conhecemos no trem lotado etc, hoje, algumas delas estão nos píncaros da glória. Por exemplo um desses conatos, hoje, é um vice-presidente de uma empresa famosa no exterior. Nos falamos e lembramos como  nos conhecemos, há mais de 20 anos. E, nessa semana, estivemos juntos, com as famílias, em um jantar aqui na nossa Manaus.  Isso não tem preço. Então, vou prosseguir aumentando a minha rede, desse jeito. E a vida segue! Com cervejas ! Geladas !

Compartilhe:​

Qual sua opinião? Deixe seu comentário

Notícias Recentes

No data was found
Pesquisar