Hora de sair da zona de conforto

Perto do final de ano muitos estão felizes pelos resultados alcançados e outros estão entristecendo por perceberem que não conquistaram o que imaginavam para o final deste ano.

Sabe o que estas “duas pessoas” tem em comum? Ambas já estão em zona de conforto. Sério?

Sim, a zona de conforto é o local em que você está no momento atual se não estiver pensando ou fazendo algo fora dela, pois representa o local de consolo. Já estou no conforto! É hora então de se lançar para novo.

Seja para a meta do novo estágio, seja o de reorganizar a rota para alcançar o que não conquistou.

De fato, a vinda de um novo ano acaba por mobilizar estes pensamentos, o que já é ótimo, o que não pode é deixar o medo bloquear o seu potencial para o maior e melhor, ou convencer que fracassou, pois assim realmente não irá alcançar novas alturas em 2024.

O verdadeiro crescimento começa quando você enfrenta o medo, abraça a desconfortável jornada de sair da zona de conforto e descobre a extraordinária pessoa que você pode se tornar no próximo estágio.

Sair da zona de conforto é um conceito que descreve a ideia de abandonar comportamentos, rotinas e situações familiares para buscar novas experiências e desafios. 

Essa mudança é muitas vezes associada ao crescimento pessoal, aprendizado e desenvolvimento. 

Aqui estão alguns pontos importantes sobre sair da zona de conforto:

1 – Identificar os medos que te limitam:

Reconheça e identifique os medos que estão impedindo você de sair da zona de conforto e entrar no próximo nível. 

As vezes disfarçado de que ótimo que já cheguei até aqui. Tá tudo excelente!

As vezes com uma força interna que grita já fracassei tantas vezes não adianta tentar de novo.

As vezes aumentando a sensação de perigo imaginado que paralisa e não fazem você andar.

Entender esses medos é o primeiro passo para superá-los.

2 – Plano de ação gradual:

Desenvolva um plano de ação gradual para sair da zona de conforto. 

A abordagem passo a passo pode tornar a transição mais gerenciável e menos intimidadora.

É mesmo muito difícil avançar sem saber para onde está indo, o que poderá encontrar ao longo da estrada e sem ter uma rota um tanto previsível. 

4 – Aceitação do desconforto:

Esteja disposto a aceitar e abraçar o desconforto que vem com novas experiências. 

Desconforto de fazer coisas novas, conhecer pessoas diferentes, desenvolver novas habilidades, fazer percursos até então obscuros, se expor em situações inusitadas, perceber-se frágil no desconhecido.

Muitas vezes, é nesse desconforto que ocorre o crescimento mais significativo.

4 – Busque por novas experiencias:

Explore atividades e situações que estejam fora da sua zona de conforto. 

Das mais simples como fazer uma nova rota para o trabalho, usar o mouse com a mão de menor domínio, como ir a lugares que nunca frequentou, apresentar-se para pessoas em eventos para estabelecer outras conexões, assistir um filme de um gênero que não tem tanto hábito e tantas outras que você pode se lançar.

Isso pode incluir desde pequenos desafios diários até grandes mudanças de vida.

5 –  Celebre as pequenas vitorias:

Reconheça e celebre as pequenas vitórias ao longo do caminho. Cada passo fora da zona de conforto merece reconhecimento, incentivando você a continuar progredindo.

Sair da zona de conforto não significa necessariamente fazer mudanças radicais, mas sim buscar conscientemente novas experiências que promovam o crescimento e a autodescoberta. 

Ao adotar esses pontos, você estará mais bem preparado para abraçar a jornada de expansão pessoal e profissional.

Cintia Lima

Psicóloga, Master Coach e Mentora Organizacional

@psi.cintialima

Compartilhe:​

Qual sua opinião? Deixe seu comentário