5 de março de 2021

Unicef e Opas entregam 80 concentradores de oxigênio ao Amazonas

O governador Wilson Lima acompanhou, na manhã desta quarta-feira (10/02), a chegada de 80 concentradores de oxigênio, oriundos da ajuda humanitária do Fundo das Nações Unidas para a Infância (Unicef) e da Organização Pan-Americana da Saúde (Opas) para as unidades de saúde da capital e do interior. O governador ressaltou que esse apoio também deve atender a demanda de pessoas com problemas respiratórios, que necessitam do uso do equipamento para tratamento em casa.

“A Unicef e também a Opas têm sido grandes parceiros do estado do Amazonas já de algum tempo, e principalmente nesse momento tão difícil da pandemia. Os equipamentos que estamos recebendo hoje serão importantes para atender aquelas pessoas atingidas pela Covid, tanto na capital quanto no interior, e especialmente aquelas pessoas que fazem o tratamento em casa, para evitar que elas levem aquela estrutura grande de cilindros”, comentou o governador Wilson Lima.

Os concentradores de oxigênio são equipamentos que armazenam e filtram as moléculas de oxigênio em seu interior. Ou seja, todo o processo é realizado no interior da máquina. O ar é retirado do ambiente, purificado, concentrado e enviado ao paciente através de cânulas ou máscaras. Do total de concentradores entregues hoje, o Unicef fez a doação de 50 equipamentos, e a Opas destinou 30 concentradores. As doações são parte da resposta emergencial aos impactos da Covid-19 no estado pela Organização das Nações Unidas (ONU).

O governador Wilson Lima destacou que vem mantendo intenso diálogo com os governos federal e municipal e instituições internacionais para essa união de esforços no combate à pandemia da Covid-19.

“Temos mantido um diálogo muito intenso com instituições como Opas, como Unicef, que são braços da Organização Mundial da Saúde; com o Governo Federal, o governo municipal, as prefeituras e todos os segmentos que, nesse momento, são fundamentais para que nós possamos juntar essas forças e superar esse momento tão difícil de pandemia”.

Conforme a chefe do escritório do Unicef em Manaus, Débora Nandja, os concentradores de oxigênio doados pelo Unicef e Opas são de 5 litros e têm como objetivo suprir a demanda nos leitos das unidades de saúde. Além disso, ela explica que os equipamentos, viabilizados em parceria com as Lojas Americanas e Modern Logistics, poderão ser usados em casos de transferência e deslocamento de pacientes, principalmente do interior.

“Esses concentradores vão para os municípios. São cinco municípios escolhidos pelo próprio Governo do Estado, são os municípios que nesse momento precisam mais, e é mais uma ação do Unicef contra o enfrentamento da pandemia e também para garantia de saúde e direitos de crianças, adolescentes e famílias em geral aqui no estado do Amazonas”, afirmou Débora.

Foto: Herick Pereira/Secom

Parcerias 

Durante os últimos meses, o Governo do Estado vem contando com o apoio de grandes parceiros no combate à Covid-19 e assistência aos públicos mais necessitados, entre elas o Unicef e a Opas.

Entre as ações, o Unicef tem facilitado a entrega de cestas básicas e kits de higiene para famílias vulneráveis, população indígena e refugiados e migrantes da Venezuela. Na área de saúde, as ações incluem qualificação dos profissionais de saúde para temas relacionados ao novo coronavírus, monitoramento da Covid-19 nos espaços de acolhimento para refugiados e migrantes da Venezuela, apoio para a continuidade do atendimento de saúde e a vacinação de rotina de gestantes, crianças e adolescentes.

A Opas também doou recentemente 60 mil testes rápidos baseados em antígenos (para apoiar o diagnóstico de casos de Covid-19), 4.600 oxímetros (para monitorar as condições de saúde de pacientes), 45 cilindros de oxigênio (para abastecer estabelecimentos de saúde do Amazonas), 1.500 termômetros (para checagem de temperatura de pacientes) e contratou 46 apoiadores para ajudar a garantir o funcionamento do laboratório central do estado 24 horas por dia, sete dias por semana.

Ampliação da oferta de oxigênio 

O Governo do Amazonas tem adotado medidas para ampliar a aquisição de oxigênio na rede estadual de saúde da capital e interior. Além da oferta de concentradores de oxigênio, o Estado já instalou 22 miniusinas de oxigênio que produzem 10.128 metros cúbicos do produto. A meta é chegar a 69 unidades instaladas. A ação faz parte da estratégia para a ampliação da oferta de oxigenoterapia e de tratamento especializado, em especial para os pacientes acometidos pela Covid-19.

Atualmente, a oferta e o consumo de O2 no estado está equilibrada. O fornecimento diário às unidades de saúde, incluindo as redes pública e privada, é superior a 86 mil metros cúbicos/dia.

Qual sua opinião? Deixe seu comentário

Gostou do Conteúdo? Assine nossa Newsletter

Compartilhe:

Facebook
Twitter
LinkedIn
Telegram
WhatsApp
Email

Compartilhe:

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email