Um talismã na equipe de Arthur

Ulysses Tapajós, executivo multipremiado e reconhecido por seu talento e competência na época em que foi executivo no Polo Industrial de Manaus, está surpreendendo aqueles que achavam ser impossível sua adaptação ao serviço público, muito mais travado e patrulhado que a iniciativa privada. Ele é o responsável pelos estudos que apontam o caminho para que a prefeitura deixe para trás velhos métodos, que impedem os investimentos necessários para a cidade melhorar, e adote mecanismos de economia e gestão capazes de aumentar a capacidade de realizar obras e otimizar o custeio. Não por acaso ele caiu nas graças do prefeito Arthur Neto, que hoje o incentiva a desenvolver ainda mais suas iniciativas.

Memória

Para quem não se lembra, Ulysses comandou a Multibrás, empresa dedicada à chamada linha branca –eletrodomésticos dedicados ao dia a dia da família. Depois assumiu a Masa da Amazônia, empresa do grupo americano Flextronics, fabricante de plásticos para a indústria que ele emplacou como a melhor para se trabalhar no ranking da revista Exame. Foi, a seu tempo, o único amazonense a entrar no rol dos grandes executivos do PIM.

Ação

Aposentado como executivo, ele se dedicava a ajudar o filho, Gustavo, na Ação Investimentos, empresa pioneira no setor em Manaus, com foco nos números das bolsas de valores. No final do ano passado, foi sondado pelo prefeito Arthur Neto e aceitou o desafio de assumir a Secretaria Municipal de Finanças.

Problema

Surgiu a primeira voz no PMDB favorável à intenção do vice-governador José Melo de concorrer à sucessão de Omar Aziz. O vice-presidente do partido, Thomé Mestrinho, declarou no final de semana que vê como legítima a pretensão do correligionário. Se mantiver a postura, pode criar problemas ao senador Eduardo Braga, também postulante ao cargo. Já Miguel Biango, secretário geral da legenda, prefere aguardar mais um pouco para tomar posição.

Chegou a hora

É visível a mudança de postura da maioria da bancada federal do Estado desde o início do ano. Francisco Praciano (PT) tem enviado e-mails pessoalmente à imprensa, sugerindo entrevistas. Henrique Oliveira (PR) contratou assessoria de imprensa. Átila Lins (PSD) fez de tudo para ser relator da Proposta de Emenda Constitucional que prorroga os incentivos da Zona Franca de Manaus e o senador Alfredo Nascimento (PR) tem vindo ao Estado praticamente todo final de semana. Sinal claro de que estão todos preocupados com a reeleição em 2014.
Motivos

A atitude da bancada é reflexo dos comentários, segundo os quais nomes pesos pesados estarão na disputa pelas mesmas vagas que eles ocupam. Aliás, há uma evidente precipitação da campanha eleitoral, fruto da conjuntura nacional. Em Brasília, a mini reforma ministerial levada a efeito pela presidente Dilma Roussef foi consequência da movimentação de adversários.

Tentativa

De olho nesta conjuntura, o presidente da Assembleia Legislativa, Josué Neto, amanheceu, ontem, em Brasília, articulando o aumento das bancadas federal e estadual do Estado. O Amazonas teria, de fato, direito a mais dois deputados federais e seis estaduais, mas isso prejudicaria diretamente Estados do Nordeste como o Piauí e Alagoas, que perderiam vagas. Em tempo de prorrogação dos incentivos da Zona Franca, todo cuidado é pouco.

Perigo I

O acidente que ocorreu nas primeiras horas desta segunda-feira (18) na avenida do Turismo, envolvendo uma família que acabou dentro de um igarapé depois que a pick up em que viajavam aquaplanou e saiu da pista, mostra o perigo que correm os motoristas neste período de chuvas. O Detran-AM alerta que é preciso cuidar dos pneus e observar os limites de velocidade, sob pena de se envolver em acidentes como este.

Perigo II

E por falar em acidente, por pouco não acontece uma tragédia maior no Centro da Cidade, no domingo (17). A força das águas fez romper uma cratera de mais de dois metros de diâmetro em cima da faixa de pedestre na avenida Getúlio Vargas, esquina com a Sete de Setembro. Com o pouco movimento de domingo a cratera infernizou mesmo foi o trânsito de segunda-feira.
Pólvora

Um grupo eclético de políticos, em companhia de pessoas ligadas a mídia nacional, andava neste final de semana em Manaus procurando uma fita que conteria imagens de vereadores recebendo dinheiro em espécie na época em que o senador Alfredo Nascimento deixou a Prefeitura de Manaus para assumir o Ministério dos Transportes. Cheiro de pólvora no ar…

Polêmica

O deputado Ricardo Nicolau (PSD) não gostou da forma como um jornal local tratou seu projeto que prevê a distribuição de leite a idosos e abriu polêmica no Facebook com a publicação, acusando-a de receber dinheiro público sem mostrar provas nem pedir investigação. Recebeu uma saraivada de críticas e alguns poucos elogios. Seu irmão, Roberto, foi acusado de ameaçar os filhos da proprietária do periódico, o que rendeu o registro de um boletim de ocorrência na Delegacia Geral.

Engajamento

A população tem atendido aos apelos das autoridades da Segurança e denunciado os detentos que fugiram dos presídios, ao reconhece-los em logradouros públicos ou recintos privados. A maioria deles tem sido recapturados depois de denúncias anônimas feitas por meio do telefone 190 ou das mídias sociais.

Qual sua opinião? Deixe seu comentário

Gostou do Conteúdo? Assine nossa Newsletter

Compartilhe:

Facebook
Twitter
LinkedIn
Telegram
WhatsApp
Email

Compartilhe:

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email