Um político acima de qualquer suspeita

Alguém que, com mais de três décadas de vida pública, ex-prefeito de um dos maiores municípios do Estado, Manacapuru, deputado estadual e gestor, há muito tempo, de um dos mais importantes órgãos estaduais, sem jamais ter uma única nódoa no currículo, merece todas as homenagens. Pois este é Jamil Seffair, um dos últimos remanescentes da velha escola de políticos que tinham palavra, cumpriam o que acertavam e aumentavam, a cada ano, o círculo de amizades, ao invés de diminuí-lo. Atual diretor geral da Imprensa Oficial do Estado, ele será laureado hoje com a Medalha Ruy Barbosa, pela Assembleia Legislativa. No momento em que debate a quantidade e a validade deste tipo de honraria, aí está um belo exemplo de como uma comenda pode ser bem entregue, sem questionamentos. Ainda mais quando quem a coloca no pescoço é uma pessoa livre de qualquer suspeita, uma raridade entre os administradores, parlamentares e gestores da atualidade.

ENQUANTO ISSO…

Já na Câmara Municipal de Manaus, as homenagens acabam de ser banalizadas. Os vereadores criaram ontem um novo tipo de comenda, o “Cinturão de Ouro”, para lutadores de artes marciais. E de quebra aprovaram a entrega de láurea ao cantor e compositor Jorge Aragão, que não tem nenhum serviço prestado à cidade. Menos mal que na mesma sessão agraciaram o professor Renan Freitas Pinto, formador de gerações na Universidade Federal do Amazonas. Nem tudo está perdido.

ESTRANHO

A Assembleia também tem suas esquisitices. Tanto que ontem entregou o título de Cidadão do Amazonas ao desembargador paulista Henrique Nelson Calandra, que dirige a Associação dos Magistrados Brasileiros, só porque este é filho de uma família amazonense. A proposta foi do deputado Arthur Bisneto (PSDB) que justificou: “Ele fez com que desembargadores, juízes e todos os que fazem parte da associação olhassem com carinho e respeito para a nossa região”. Resta saber como.

GARANTIAS

O presidente da Câmara Municipal de Manaus, vereador Bosco Saraiva (PSDB), garantiu ontem que a revisão da Lei Orgânica do Município e o novo Regimento Interno da Casa estarão na pauta das prioridades do legislativo municipal já no primeiro trimestre de 2014. Ele explicou que as discussões, apesar de estarem bastante adiantadas, tiveram de ser adiadas em decorrência do envolvimento dos vereadores e do corpo técnico nos assuntos referentes ao processo de revisão do Plano Diretor Urbano e Ambiental de Manaus.

TOM MENOR

A decisão do juiz Paulo Feitoza, que derrubou a Lei do Estacionamento Fracionado, fez o vereador Wilker Barreto (PHS), autor da proposta, baixar o tom. Disse ele ontem: “Nós apenas fracionamos o valor que eles cobravam. Não adentramos na competência privada de preços. A lei não fala em congelamento e regulamentação de preços. Vivemos em um país com inflação, e com base nos indicadores oficiais eles podem aumentar os preços”. Até a semana passada ele esbravejava dizendo que quem não reduzisse o preço ia perder o alvará.

ORAÇÃO

O ex-vereador Ademar Bandeira (PT) visitou ontem a Câmara Municipal de Manaus. Estava abatido, com dificuldades de falar e parte dos movimentos comprometidos do lado direito do corpo, por causa de um acidente vascular cerebral que sofreu no dia 12 de setembro. Foi levado para uma sala contígua ao plenário pelos vereadores da bancada evangélica, que fizeram uma oração por sua recuperação.

OUTRA AÇÃO

Já o também petista Waldemir José, que ao contrário de Ademar conseguiu se reeleger, está terminando o ano como começou: apresentando representação no Ministério Público. Desta vez ele quer que a empresa Manaus Ambiental assine Termo de Ajuste de Conduta para que os serviços de abastecimento de água sejam normalizados no bairro do Mauazinho.

LIMPEZA

O governo do Amazonas, em parceria com a Prefeitura de Manaus, realizou durante a semana a operação “Centro Seguro 4”, fechando sete estabelecimentos e cumprindo 11 mandados de busca e apreensão. Foi encontrado, ainda, um bingo funcionando irregularmente em um dos prédios vistoriados. Com ações desse tipo, é possível que a área volte a receber um grande público consumidor às vésperas das festas.

DEUS AMAZONENSE

Do governador Omar Aziz, sobre o sorteio de jogos sensacionais da Copa para Manaus: “Estou muito satisfeito, porque só Deus sabe o esforço que estamos fazendo para concluir as obras da Copa. Agora, a sorte é tão grande que de todas as sedes a mais criticada foi a nossa e os melhores jogos na primeira fase são em Manaus. Eu já sabia que Deus era brasileiro, porque temos uma terra maravilhosa, mas descobri também que ele nasceu no Amazonas. Então, se ele é brasileiro nasceu no Amazonas, com certeza absoluta”.

REAÇÃO

Já o prefeito Arthur Neto reagiu ontem às críticas publicadas pelos tablóides ingleses Daily Mirror e Daily Mail, que falaram barbaridades sobre Manaus. Disse que vai convidar o embaixador inglês para visitar a cidade e promete comandar uma delegação que vai a Londres reunir a imprensa local e mostrar a realidade sobre a cidade.

SEM CREDIBILIDADE

Os dois tablóides compõem, ao lado do The Sun, a tríade da imprensa sensacionalista inglesa, uma tradição infeliz daquele país, que atende a um segmento do público interessado em fofoca e escândalos. O lado sério da mídia não embarcou nas críticas à cidade. O The Guardian, por exemplo, apenas recomendou o uso de repelente e cuidados naturais para quem não tem costume com o clima quente e úmido da cidade.

Qual sua opinião? Deixe seu comentário

Gostou do Conteúdo? Assine nossa Newsletter

Compartilhe:

Facebook
Twitter
LinkedIn
Telegram
WhatsApp
Email

Compartilhe:

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email