10 de abril de 2021

UEA avança no interior do Estado por meio de centros e núcleos

Das 320 vagas oferecidas a cada ano pela Escola Superior de Ciências da Saúde –enfermagem, odontologia e medicina– 50% são reservadas para alunos do interior.

A atuação da UEA (Universidade do Estado do Amazonas) estende-se por uma área geográfica de 1.577.820,2 km2, cuja bacia hidrográfica (6.217.220 km2) possui mais de 20 mil quilômetros de vias navegáveis. O Amazonas ocupa mais de 18% da superfície do país e possui uma população de mais de 3,5 milhões de habitantes.
Para estar presente em todos os municípios do Estado, foi necessário superar desafios e vencer distâncias, pois o acesso à maioria dos municípios só é possível por via fluvial e pode demorar mais de dez dias em embarcações regionais.
Para chegar ao interior do Amazonas a UEA se divide em CES (Centros de Estudos Superiores –instalados em quatro municípios) e em NES (Núcleos de Ensino Superior– funcionando em doze municípios). Através do SPM (Sistema Presencial Mediado) a UEA consegue chegar a 61 municípios amazonenses.

Os vários
“braços”

Os CES em Itacoatiara, Parintins, Tabatinga e Tefé atenderam 3.960 alunos no segundo semestre de 2006 e já formaram 877 profissionais na área da educação. Em nível de pós-graduação, o CES de Parintins já formou 17 especialistas em metodologia do ensino superior e está finalizando o curso de especialização em metodologia do ensino da língua inglesa. Em Tefé, está em andamento a especialização em conservação dos recursos naturais, com 60 vagas. Em 2007, estava previsto o início da especialização em educação ambiental nos municípios de Tabatinga e Parintins.
Os NES estão espalhados por doze municípios (Boca do Acre, Carauari, Careiro Castanho, Coari, Eirunepé, Humaitá, Lábrea, Manacapuru, Manicoré, Maués, Presidente Figueiredo e São Gabriel da Cachoeira). Com exceção de Presidente Figueiredo e Lábrea, cujas obras dos núcleos estão em andamento, os demais municípios possuem prédios próprios da Universidade.
No segundo semestre de 2006 foram atendidos 14.909 alunos matriculados em cursos como normal superior, licenciatura em matemática, ciência política e licenciatura em letras (Humaitá, Manacapuru e Maués). Em 2007 teve início o curso de tecnologia em processamento de dados, com um total de 390 vagas (30 para cada município) colocando em funcionamento o NES do Careiro Castanho.

Qual sua opinião? Deixe seu comentário

Gostou do Conteúdo? Assine nossa Newsletter

Compartilhe:

Facebook
Twitter
LinkedIn
Telegram
WhatsApp
Email

Compartilhe:

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email