Trabalhador obtém ganho real em 87,5% dos acordos trabalhistas

No ano passado, esse percentual foi de 81,9% em 271 acordos analisados pelo Dieese.
Três em cada dez acordos no período trazem aumentos entre 1,01% e 2% acima da inflação medida pelo INPC (Índice Nacional de Preços ao Consumidor) do IBGE, indicador mais usado nas negociações.
É o melhor resultado para os últimos 11 anos, quando o Dieese (Departamento Intersindical de Estatística e Estudos Sócio-Econômicos) iniciou levantamento nacional sobre as negociações feitas entre trabalhadores e empregadores. Estão fora do painel pesquisado os acordos feitos no setor rural e no funcionalismo público. “O que se nota é uma melhora não só na quantidade de acordos em que o trabalhador obteve ganhos reais mas também na qualidade desses aumentos concedidos”, afirma José Silvestre Prado de Oliveira, supervisor do Dieese em São Paulo. No primeiro semestre do ano passado, 25,5% dos acordos trouxeram aumentos no intervalo de 1,01% a 2% acima da inflação. Neste ano, esse percentual subiu para 32,5%. “O crescimento contínuo da economia, a geração de empregos com carteira assinada, a queda do desemprego e a estabilidade da inflação favorecem o ambiente das negociações salariais e proporcionam a conquista de aumentos reais mais expressivos”, avalia Clemente Ganz Lucio, diretor do Dieese.

Banco aceitará pagamento em cartão

O BNDES vai passar a aceitar recebíveis como garantia de pagamento de financiamento, o que vai beneficiar empresas varejistas, que hoje têm dificuldades em conseguir recursos na instituição financeira por não terem ativos suficientes, como as indústrias, que possuem máquinas e equipamentos.
Com isso, os pagamentos dos clientes feitos com cartão de crédito e cheque pré-datado, entre outros, devem passar a ser aceitos como garantia. A informação é do ministro Miguel Jorge (Desenvolvimento).

Qual sua opinião? Deixe seu comentário

Gostou do Conteúdo? Assine nossa Newsletter

Compartilhe:

Facebook
Twitter
LinkedIn
Telegram
WhatsApp
Email

Compartilhe:

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email