Tocantins obtém recursos para agricultores

O MDA (Ministério do Desenvolvimento Agrário), por meio da SAF (Secretaria de Agricultura Familiar) em parceria com a Embrapa (Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária) vai destinar R$ 120 mil para disponibilizar tecnologias apropriadas à agricultura

O MDA (Ministério do Desenvolvimento Agrário), por meio da SAF (Secretaria de Agricultura Familiar) em parceria com a Embrapa (Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária) vai destinar R$ 120 mil para disponibilizar tecnologias apropriadas à agricultura familiar no Tocantins. A partir do Programa Mais Alimentos, já foram disponibilizados para o Estado metade dos recursos, R$ 60 mil para dar início as primeiras etapas do projeto.
Assim como Tocantins, outros estados e o Distrito Federal já receberam parte do recurso para início das ações previstas pelo termo de cooperação. Em todo o País, estão previstas 1.662 atividades até julho de 2010 dentro desta parceria MDA e Embrapa, totalizando recurso de R$ 10,9 milhões. Além disso, serão investidos R$ 2,5 milhões para que todos os estados reproduzam e distribuam materiais educativos como cartilhas, folders, livros e materiais audiovisuais como programas de rádio e vídeos.
Sob a coordenação estadual e articulação do Ruraltins (Instituto de Desenvolvimento Rural do Estado do Tocantins), será investido no estado na implantação de UDs (Unidades Demonstrativas) e capacitações de extensionistas rurais e agricultores familiares buscando aprimorar o conhecimento e levar informações necessárias para melhorar as atividades no campo.
Com os recursos serão implantadas sete unidades demonstrativas de feijão caupi, duas de olericultura com base agroecológica e cursos na área de avicultura para técnicos na região de Araguaína. A pretensão é que em setembro seja realizada a licitação para aquisição de sementes, para implantação das hortas e posteriormente o plantio de feijão, levando em conta o período propício para a semeadura da leguminosa.
Segundo o extensionista rural e gerente de Grandes Culturas do Ruraltins, Edmilson Rodrigues de Sousa, as escolhas quanto à implantação das UDs foram definidas conforme a afinidade dos agricultores e os resultados apresentados por eles próprios com esses cultivos. Ele destacou, ainda, a importância da culuira do feijão na agricultura familiar por ser um produto próprio para consumo ou para comercialização. “A maioria dos agricultores familiares no Tocantins tem em seu quintal uma horta, planta o feijão e cria galinhas, mesmo que seja só para consumo”, explicou.

Qual sua opinião? Deixe seu comentário

Gostou do Conteúdo? Assine nossa Newsletter

Compartilhe:

Facebook
Twitter
LinkedIn
Telegram
WhatsApp
Email

Compartilhe:

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email