Taxa de desemprego fica estável em 9,9%

A taxa de desemprego na zona do euro permaneceu em janeiro em 9,9%, mesmo índice de dezembro, segundo dados oficiais anunciados na segunda-feira em Bruxelas, que mostram que o emprego continua sendo um dos grandes desafios para a recuperação da Europa. Os dados foram divulgados pela Eurostat, a agência europeia de estatísticas.

O índice de dezembro foi revisado, já que no primeiro cálculo ficou em 10% na zona euro, integrada por 16 dos 27 países da UE (União Europeia).
A taxa permanece em 9,9% desde novembro, depois de ter registrado 9,8% em setembro e outubro.
Nos 27 países da UE, o índice de desemprego no mês de janeiro foi de 9,5%.

Segundo a Eurostat, 22,979 milhões de pessoas na UE estavam desempregadas no mês passado, das quais 15,683 milhões estavam em países da zona do euro. Em relação a dezembro, o número de desempregados na UE cresceu em 136 mil e na zona do euro, em 38 mil.
Entre os países membros do bloco, as menores taxas de desemprego foram as registradas na Holanda (4,2%) e na Áustria (5,3%). A maior, por sua vez, foi verificadas na Espanha (18,8%).

Qual sua opinião? Deixe seu comentário

Gostou do Conteúdo? Assine nossa Newsletter

Compartilhe:

Facebook
Twitter
LinkedIn
Telegram
WhatsApp
Email

Compartilhe:

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email