Socil Evialis relança linha de ração animal Tech Corte no MT

A Socil da Evialis relançou a linha Tech Corte na última Expoagro em Cuiabá, no início de julho, para criadores do Estado do Mato Grosso. Esse relançamento traz uma grande inovação conceitual para o mercado de ruminantes do Brasil, o fator EPS, que traz incremento produtivo através da ativação do sistema nervoso central. Essa nova tecnologia é um composto orgânico que potencializa a performance e maximiza o potencial genético do animal.
A busca constante por soluções e inovações tecnológicas voltadas para máximos desempenhos sempre foi uma das filosofias da Socil Evialis. Através de pesquisas realizadas pelo mundo, foi reunido um conjunto de tecnologia de vanguarda equali­zadas e balanceadas para a formação de um conceito nutricional inovador voltado pra otimi­zações de flora ruminal e máximo aproveitamento de alimentos ingeridos, formando assim a total inovação para o mercado de ruminantes.
O relançamento foi oficiali­zado em evento conjunto com a Associação dos Criadores da raça Nelore de Mato Grosso. Estavam presentes os mais importantes criadores do Mato Grosso e de outros Estados que estavam expondo seus animais em pista.
“Foi uma excelente oportunidade para reforçarmos a conceituação de trabalho e tecnologias adotadas pela Socil para esse exigente segmento produtivo, enfatizando as tecnologias de vanguarda do grupo contido nas reconhecidas linhas de produtos Gênese Premium e Tech Corte”, afirmou o gerente de produtos ruminantes da Socil, João Trivellato.
A empresa há vários anos possui lugar de destaque no segmento de animais elite Brasil e no Estado do Mato Grosso demonstra um significativo crescimento de participação ano após ano. Na Expoagro, após as finalizações dos julgamentos dos 20 maiores expositores da raça Nelore, 13 utilizam produtos Socil, e dos 20 maiores criado­res, 11.
“Essa participação demonstra que os trabalhos da empresa estão no caminho certo, proporcionando ao produtor maximização do potencial genético de seus animais, segurança no manejo alimentar e, acima de tudo, resultado nas pistas”, completou Trivellato.

Qual sua opinião? Deixe seu comentário

Gostou do Conteúdo? Assine nossa Newsletter

Compartilhe:

Facebook
Twitter
LinkedIn
Telegram
WhatsApp
Email

Compartilhe:

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email