Sistema de Bilhetagem Eletrônica de Belém reduz custos em mais de 40%

Até 2006, era usado um sistema de troca de dados que gerava custos excessivos que encareciam seus serviços.

Para melhorar os processos internos, o Setransbell (Sindicato das Empresas de Transportes de Passageiros de Belém) decidiu adotar um sistema que auxiliasse o Passe Fácil, produto responsável pela Bilhetagem Eletrônica de Belém (PA), no tráfego de informações com as 29 de ônibus com quem mantém contato diário. Até 2006, era usado um sistema de troca de dados que gerava custos excessivos que encareciam seus serviços.
Na época, foi feita uma ampla busca no mercado e o Passe Fácil – Setransbel optou pela qualidade e preços acessíveis dos equipamentos da Netgear, fornecedora mundial de soluções de conectividade. Foram adotados produtos com a tecnologia VPN (Virtual Private Network), – modelos FVS336G e FVX538 – que garantem conexão e troca de dados totalmente seguras. As diferenças foram sentidas logo no começo do processo. O valor total do investimento foi recuperado em menos de um ano e, após esse período de adaptação, a redução nos custos foi de mais de 40%.

Fluxo de informações

Os equipamentos da Netgear, que são atualmente fornecidos pelo canal Link Bel Informática, desempenham uma função de total importância: é deles que depende o fluxo de informações entre o Passe Fácil – Setransbel e as empresas de ônibus. A informação depositada nos validadores dos ônibus, gerada quando alguém encosta seu bilhete eletrônico no leitor, são repassadas por wifi para o sistema das garagens no final das viagens de cada dia. A partir daí, o servidor manda por meio dos equipamentos Netgear as informações para a central Passe Fácil que dá andamento ao processo de pagamento.
Ao longo desse processo de cobrança, 100 pessoas são diretamente envolvidas e, em uma análise indireta, é possível considerar que todos os passageiros de ônibus são beneficiados com o uso do equipamento, pois é ele o responsável por todo o tráfego de informações do sistema de bilhetagem eletrônica.

Qual sua opinião? Deixe seu comentário

Gostou do Conteúdo? Assine nossa Newsletter

Compartilhe:

Facebook
Twitter
LinkedIn
Telegram
WhatsApp
Email

Compartilhe:

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email