Sispro libera DDA para qualquer sistema

Os consumidores brasileiros, que pagam suas contas por meio de boletos bancários já foram avisados sobre o DDA (Débito Direto Autorizado) por meio de uma grande campanha publicitária envolvendo TV, rádio e jornais, e aqueles que possuem conta em banco estão sendo convidados a realizar seu cadastro na sua instituição financeira para passar a receber eletronicamente todos os seus boletos de compromisso de pagamentos, eliminando a emissão em papel desse tipo de documento.
Agora, são empresas de pequeno e médio porte que necessitam se adequar a essa nova realidade e em sua totalidade ainda não atualizaram seus sistemas de gestão. O resultado é o aumento da procura por sistemas que já ofereçam o recurso de DDA como parte de sua rotina administrativa e de cobrança.
Como os sistemas completos são pouco acessíveis a todos os portes de empresas, a Sispro, fornecedora de sistemas de gestão financeira e de pat­rimônio, acaba de liberar um novo sistema que permite integrar o DDA a qualquer sistema de gestão empresarial, administrativo ou financeiro utilizado, garantindo que as informações da cobrança e pagamento sejam diretamente armazenadas no sistema legado.
O Sispro DDA realiza a captura dos dados relativos à transação comercial e gera um arquivo com as informações de todos os documentos registrados no DDA, facilitando a leitura e processamento desses dados no sistema de gestão, de acordo com as instruções de remessa do boleto.
O aplicativo possui a capacida­de de verificar a consistência das informações sobre CNPJ/CPF, conflitos de dados, informações do sacado, origem da cobrança, valores envolvidos na cobrança, descontos, multas, juros de mora, datas de vencimentos e outras instruções de cobrança. No caso do boleto eletrônico não puder ser pago na data prevista, o sistema oferece opção para impressão, inclusive quando a impressão é utilizada para coleta de assinaturas e de autenticação.
Segundo o diretor de marke­ting da Sispro, Lourival Vieira, o DDA também trará outras vantagens importantes para a governança corporativa das pequenas e médias empresas, além da real economia de papel. “O DDA também irá contribuir para aumentar o status de informatização das pequenas e médias empresas, colocando a gestão corporativa um passo à frente rumo a uma nova realidade baseada na convergência digital, do mesmo modo como ocorre com a Nota Fiscal Eletrônica, o Sped e a adequação da contabilidade brasileira às normas internacionais”, comentou o executivo.

Qual sua opinião? Deixe seu comentário

Gostou do Conteúdo? Assine nossa Newsletter

Compartilhe:

Facebook
Twitter
LinkedIn
Telegram
WhatsApp
Email

Compartilhe:

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email