Setor imobiliário lidera em demissões no mês

As empresas ligadas direta ou indiretamente ao mercado imobiliário americano responderam por cerca de 37% das demissões anunciadas em setembro no país, segundo pesquisa da consultoria Challenger, Gray & Christmas.

De acordo com a consultoria, as demissões são conseqüência da crise no setor, agravada pelos problemas de inadimplência no mercado de hipotecas de risco.
Segundo a pesquisa, as demissões ligadas ao setor imobiliário chegaram a 26.465 em setembro, enquanto o total de cortes foi de 71,739.

Mesmo assim, o total geral no mês passado ficou 28,5% menor que o registrado em setembro de 2006, quando ocorreram 100.315 cortes de funcionários. Os anúncios de demissões até setembro neste ano totalizaram 587.594, 8,1% abaixo do registrado no mesmo período do ano passado, 639.229.

Entre janeiro e setembro deste ano, cerca de 17% dos cortes de empregos no país estiveram diretamente ligados à crise no mercado imobiliário, contra menos de 2% no mesmo período de 2006, diz a pesquisa.

As empresas do setor hipotecário demitiram cerca de 70 mil pessoas entre o início deste ano e setembro, superando as demissões em todas as outras empresas do setor financeiro juntas, segundo a Challenger, Gray & Christmas. Desses 70 mil, quase 52 mil foram demitidos apenas nos meses de agosto e setembro, devido à crise no mercado de hipotecas.

Ontem, o banco americano de investimentos Morgan Stanley anunciou que irá cortar cerca de 600 empregos como parte de um plano de reestruturação para consolidar sua divisão de hipotecas. Os cortes ocorrerão em escritórios do banco nos Estados Unidos e na Europa -alguns escritórios inclusive serão fechados-, como parte do planos de fundir suas três divisões de hipotecas em uma subsidiária com base no Texas (sul dos Estados Unidos).
O setor de serviços da economia americana registrou uma queda em seu ritmo de expansão em setembro, segundo o ISM (Instituto de Gestão de Oferta, na sigla em inglês).
O índice apurado pelo instituto ficou em 54,8 pontos no mês passado, contra 55,8 em agosto, segundo dados divulgados nesta quarta-feira.

Qual sua opinião? Deixe seu comentário

Gostou do Conteúdo? Assine nossa Newsletter

Compartilhe:

Facebook
Twitter
LinkedIn
Telegram
WhatsApp
Email

Compartilhe:

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email