São Paulo apresenta projeto que reunirá barracões de 14 escolas

A Prefeitura de São Paulo, por meio da Secretaria de Governo Municipal e da São Paulo Turismo, apresentou oficialmente o projeto “Fábricas de Sonhos”, uma verdadeira “cidade do samba” que visa a reunir 14 barracões das escolas de samba do grupo especial, além de uma arena central para eventos como shows, exposições e feiras, estacionamento e sede administrava. O local abrigará também espaços culturais, salas para cursos e um ponto para reciclagem de material descartado pelas escolas, como plástico, isopor e outros.

A idéia é aproveitar um grande terreno de 77 mil m² localizado entre a Marginal do Tietê e a Rua Prof. Joaquim Monteiro de Carvalho, a apenas 1100 metros do sambódromo do Anhembi, região onde estão localizados vários barracões atualmente. Cada escola de samba terá uma área de 5608 m² para atender às suas necessidades de produção dos carros alegóricos, fantasias e adereços.

Segundo Caio Luiz de Carvalho, presidente da SPTuris (São Paulo Turismo) empresa de promoção turística e de eventos da cidade e autora do projeto – o objetivo da Prefeitura de São Paulo é garantir às escolas de samba as melhores condições de trabalho, que irão refletir na qualidade dos desfiles carnavalescos, e ainda acabar com ocupações irregulares que não permitem que as escolas se planejem a longo prazo e consigam vencer a utopia do desenvolvimento sustentável. “Essa iniciativa mostra como a administração municipal está investindo na cultura, profissionalização e crescimento do Carnaval de São Paulo.

Haverá também impacto positivo na geração e qualificação de mão-de-obra, a implantação de diversos projetos de cunho sócio-educativos e a criação de um novo ponto turístico para a capital paulista”, diz Caio Carvalho
Por meio de um convênio com o Governo do Estado, a área também abrigará um Barracão-Escola, que terá, entre outras coisas, um centro de formação. A idéia é incentivar e desenvolver as diversas atividades profissionais relacionadas, mas não exclusivas ao Carnaval, e formar artistas plásticos, figurinistas, decoradores, iluminadores, cenógrafos, maquiadores, escultores, pintores, costureiros, mecânicos, eletricistas, borracheiros, marceneiros, sapateiros, soldadores, compositores, carnavalescos e outros.

A expectativa é que o projeto “Fábricas de Sonhos” estimule a criação de cerca de 2 mil novos postos de trabalho. A iniciativa está em fase de captação de recursos e parcerias e deve se concretizar em 2009, agora que foi definido o terreno a ser utilizado.

Qual sua opinião? Deixe seu comentário

Compartilhe:

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email

Siga-nos

Notícias Recentes

JC Play

Podcast

Gostou do Conteúdo? Assine nossa Newsletter

Compartilhe:

Facebook
Twitter
LinkedIn
Telegram
WhatsApp
Email

Compartilhe:

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email