Saldo cai mais de 10% no acumulado do ano

O forte aumento das importações tem ampliado a queda do saldo da balança comercial neste ano, que já supera os 10%. Até a primeira semana de outubro, a diferença entre exportações e importações (superávit comercial) estava em US$ 31,430 bilhões, valor 11,1% menor que o registrado no mesmo período do ano passado (US$ 35,343 bilhões).
Com a baixa cotação do dólar, fica mais fácil para as empresas importarem máquinas, equipamentos e bens de consumo.

A compra de produtos importados cresce neste ano a um ritmo superior ao das exportações. Até outubro, as importações somam US$ 88,512 bilhões, um crescimento de 28,8%. Já as exportações totalizam US$ 119,942 bilhões, uma elevação de 15,3%.

O mercado financeiro estima um superávit da balança comercial de US$ 42 bilhões neste ano. Já para o ministro Miguel Jorge (Desenvolvimento), o saldo da balança comercial deverá ficar em cerca de US$ 40 bilhões, com exportações de US$ 155 bilhões. Os valores das duas previsões estão abaixo do superávit comercial do ano passado, que foi de US$ 46,457 bilhões.

Superávit em outubro

O mês de outubro começou com um superávit comercial de US$ 483 milhões, com exportações de US$ 3,343 bilhões e importações de US$ 2,860 bilhões.

Pela média diária, que é o total movimentado por dia útil, as exportações ficaram em US$ 668,6 milhões e as importações, em US$ 572 milhões, altas de 10,7% e 37,5%, respectivamente, na comparação com a média registrada em outubro de 2006.

Qual sua opinião? Deixe seu comentário

Gostou do Conteúdo? Assine nossa Newsletter

Compartilhe:

Facebook
Twitter
LinkedIn
Telegram
WhatsApp
Email

Compartilhe:

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email