Salário recua nas empresas, diz IBGE

Os salários dos empregados nas empresas recuou 4,4% entre 2000 e 2005, revela o Cadastro Central de Empresas, realizado pelo IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística).
Segundo o documento, que contabiliza 5,7 milhões de empresas e outras organizações ativas, somente o segmento formal da economia brasileira. O salário médio mensal das empresas em 2005 era de R$ 975,52 ante R$ 1.034,86, em 2000.
Todos os setores tiveram queda, mas ela foi maior em setores com maiores salários. Em empresas com 500 empregados ou mais o salário médio passou de R$ 1.622,40, em 2000, para R$ 1.462,15, em 2005.
Segundo Roberto Santana, gerente de planejamento e análise do Cadastro, a queda pode significar rotatividade e uma política de reajuste de salários rígida para quem ganha mais. “Embora tenha havido aumento do salário-mínimo acima da inflação no período, isso não se refletiu nos salários como um todo”, disse.
Em 2000, 30,8% dos assalariados recebiam até dois salários-minimos, em 2005 esse percentual passou a representar 45,2%.
O setor de intermediação financeira registrou uma queda de 7,99% no período. Nessa atividade a média dos salários passou de 13,7 salários para 9,2 salários-mínimos. A pesquisa mostra ainda que a administração pública tem um grande peso em boa parte do país. A administração pública significa apenas 0,4% do numero de empresas em 2005, mas emprega 24,1% do total de pessoal ocupados nas empresas.
No Norte, Nordeste, Centro-Oeste representa a atividade que mais emprega. Em 2005, as empresas com até quatro pessoas ocupadas representavam 83% do total, Já as maiores -500 pessoas ou mais- correspondiam a 0,1% do total.

Qual sua opinião? Deixe seu comentário

Compartilhe:

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email

Siga-nos

Notícias Recentes

JC Play

Podcast

Gostou do Conteúdo? Assine nossa Newsletter

Compartilhe:

Facebook
Twitter
LinkedIn
Telegram
WhatsApp
Email

Compartilhe:

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email