Representante do Incra/RO participa de audiência

A audiência pública realizada na semana passada na Assembléia Legislativa de Rondônia para abordar a questão do desmatamento no Estado contou com a participação do superintendente do Incra/RO (Instituto Nacional de Colonização e Reforma Agrária em Rondônia), Carlino Lima. Em seu pronunciamento, Lima esclareceu que o instituto vem sendo culpado injustamente pelo desmatamento. “O Incra foi muito criticado, atribuído a ele injustamente a responsabilidade pelo desmatamento, sendo que grande parte se deu em áreas de proteção ambiental que não são passíveis de regularização por nós”, disse.
O representante do Incra também informou aos presentes que a autarquia está realizando o recadastramento dos imóveis rurais nos municípios de Porto Velho, Nova Mamoré, Pimenta Bueno e Machadinho d’Oeste, destacados pelo Ministério do Meio Ambiente como os que mais desmatam no Estado. Segundo ele, o recadastramento visa ajudar a identificar quem são os autores das derrubadas de floresta e se dará em duas etapas. A primeira vai até 2 de abril e pretende recadastrar imóveis com mais de quatro módulos rurais (240 hectares). Já a segunda, enfocará os pequenos proprietários e deve se estender por até três anos, por se tratar da maioria dos imóveis.
Em resposta ao presidente da casa, deputado Neodi Carlos, o superintendente disse que os proprietários rurais de Machadinho d’Oeste não terão problemas com o georreferenciamento dos imóveis para o cadastro.

Qual sua opinião? Deixe seu comentário

Gostou do Conteúdo? Assine nossa Newsletter

Compartilhe:

Facebook
Twitter
LinkedIn
Telegram
WhatsApp
Email

Compartilhe:

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email