Produtos certificados ganham mercado

Para atender a preocupação do consumidor com o meio ambiente, muitas empresas optaram por praticar o manejo florestal responsável e buscar a certificação FSC (Forest Stewardship Council), garantindo que a matéria-prima está sendo extraída adequadamente, cumprindo uma série de exigências ambientais e sociais. As vantagens competitivas adquiridas pelas empresas que conquistaram o selo FSC, tais como acesso a mercados mais exigentes, preços diferenciados, novas fontes de financiamento e melhoria da imagem institucional, estimularam outras organizações a buscar a certificação e, consequentemente, o aumento da oferta de produtos certificados. Hoje, o consumidor pode encontrar no Brasil mais de 247 linhas de produtos florestais e tem bons exemplos de cadeias de custódia, em que cada etapa da produção é certificada, como a madeira das plantações, que é utilizada para a produção de celulose, transformada em papel, utilizado na produção de livros; ou a certificação do fruto do buriti no Acre, passando à indústria de óleos até o selo em cosméticos. A Mil Madeireira Itacoatiara Ltda, cujas áreas florestais localizam-se nos municípios de Itacoatiara, Silves e Itapiranga, no Amazonas está buscando sua segunda certificação FSC. A Unidade de Manejo Florestal da empresa que está sob o escopo desta avaliação tem área de mais de 122 mil hectares, distribuídos em duas propriedades: fazenda Dois Mil (80.7 mil ha) e fazenda Saracá (42 mil ha). A Mil Madeireira Itacoatiara pertence à empresa Precious Woods Amazon (PWA) que faz parte do grupo Precious Woods, de origem suíça. O principal objetivo do grupo é investir em projetos florestais ecologicamente corretos, socialmente justos e economicamente viáveis. A partir destes princípios, o grupo expandiu suas atividades nos Estados do Amazonas e Pará, resultando no surgimento de outras empresas subsidiárias. O grupo Precious Woods iniciou suas atividades florestais em 1989, na Costa Rica. No Brasil as atividades foram iniciadas em 1994, quando foi adquirida a Mil Madeireira. Em 1997, a PWA tornou-se a primeira empresa de manejo florestal, em operação na Amazônia, a ser certificada de acordo com os critérios do FSC. A área total do Plano de Manejo Florestal da PWA é, atualmente, de 122.729 hectares, abrangendo áreas dos municípios de Itacoatiara, Silves e Itapiranga. A empresa maneja uma área florestal de 116.884 hectares visando à manutenção da biodiversidade. Apenas 67 mil hectares são destinados à produção florestal, o que significa que 40 % da área florestal manejada está sendo preservada. Através das áreas de preservação permanente, cerca de 20% da área florestal situada na zona de colheita têm sua preservação garantida, pois são áreas que margeiam os cursos dágua e têm a função de manutenção da qualidade dágua e de refúgio para a fauna.

Qual sua opinião? Deixe seu comentário

Compartilhe:

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email

Siga-nos

Notícias Recentes

JC Play

Podcast

Gostou do Conteúdo? Assine nossa Newsletter

Compartilhe:

Facebook
Twitter
LinkedIn
Telegram
WhatsApp
Email

Compartilhe:

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email