Produção industrial registra queda recorde em janeiro

A produção industrial na zona do euro teve queda de 17,3% em janeiro, em relação ao mesmo mês de 2008, uma retração recorde

A produção industrial na zona do euro teve queda de 17,3% em janeiro, em relação ao mesmo mês de 2008, uma retração recorde. Em janeiro, na comparação com dezembro, a queda foi de 3,5%. Na UE (União Europeia) como um todo, houve queda de 2,9% na comparação com dezembro e de 16,3% em relação a janeiro de 2008. Os dados -preliminares- foram divulgados na sexta-feira pela Eurostat, a agência europeia de estatísticas
Em janeiro, na comparação com dezembro, a produção de bens de consumo não duráveis caiu 1,1% na zona do euro e 0,3% na UE. No setor de energia houve queda de 1,6% e 0,4% respectivamente, na mesma comparação. A produção de bens de consumo duráveis caiu 2,6% no bloco dos países que utilizam a moeda comum europeia e 1,8% na UE. A produção de bens intermediários caiu 3,6% e 3,4%, respectivamente. A produção de bens de capital teve queda de 6% na zona do euro e de 5,7% na UE em janeiro ante dezembro. Dos 27 países da UE, 14 tiveram queda de produção, enquanto apenas na Irlanda (+6,7%) e na Hungria (+2,45%) houve altas. As maiores quedas foram as registradas na Letônia (-11,2%), em Portugal (-9,8%) e na Alemanha (-7,5%).
Na comparação entre janeiro deste ano e janeiro de 2008, a produção de energia teve queda de 2,9% na zona do euro e de 4,4% na UE. A produção de bens de consumo duráveis caiu 4,9% e 4% respectivamente. A produção de bens de consumo duráveis, por sua vez, teve queda 18% na região da moeda comum e de 18,3% no bloco europeu como um todo.
A produção de bens de capital caiu 21,4% na zona do euro e 21,1% na UE. Todos os países do bloco registraram queda de produção na comparação de janeiro deste ano com o mesmo mês de 2008, com destaque para as retrações na Estônia (-26,8%), Letônia (-23,9%), Suécia (-21,1%) e Hungria (-21%). Os menores recuos foram os registrados na Irlanda (-0,8%), Lituânia (-4,7%) e Dinamarca (-9,6%).

Qual sua opinião? Deixe seu comentário

Gostou do Conteúdo? Assine nossa Newsletter

Compartilhe:

Facebook
Twitter
LinkedIn
Telegram
WhatsApp
Email

Compartilhe:

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email