Processo no Tribunal de Contas da União

O novo presidente da Infraero confirmou que haverá mudanças em todo o comando da estatal, mas disse que quer ouvir os atuais funcionários primeiro. “Vou conversar com o ministro sobre nomes. Não vou prejulgar, vou examinar, mas não tenho o direito de levantar qualquer desconfiança contra ninguém”.
O novo presidente da Infraero responde a processo no Tribunal de Contas da União por seus atos na Agência Espacial Brasileira. O procurador do Ministério Público junto ao TCU, Lucas Furtado, fez uma representação em 2006, para examinar a legalidade do pagamento à Agência Espacial Russa pela vaga na nave Soyuz, que levou o astronauta Marcos Pontes à Estação Espacial Internacional, em 29 de março de 2006.

Qual sua opinião? Deixe seu comentário

Gostou do Conteúdo? Assine nossa Newsletter

Compartilhe:

Facebook
Twitter
LinkedIn
Telegram
WhatsApp
Email

Compartilhe:

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email