Preço do barril bate novo recorde e fecha a US$ 81,93 com alta de 0,52%

O petróleo bateu novo recorde na Bolsa de Nova York, alcançando US$ 81.93 o barril, com alta de 0,52%. No mês, a alta da commodity chega a 13,82%.
Um dia após o corte do Fed, de 0,5 ponto percentual na taxa de juros básica do país, os contratos futuros do óleo registraram valor recorde pela sexta vez consecutiva. A alta foi atribuída a dados semanais do governo norte-americano, que mostraram queda maior do que a esperada nos estoques.
O petróleo do tipo Brent encerrou o dia a US$ 78.47, com alta de 1,13%. O barril chegou a alcançar a cotação máxima de US$ 78,57 durante o pregão em Londres.
Na semana passada, os estoques de petróleo atingiram seu menor nível desde 5 de janeiro deste ano, com uma redução de 3,8 milhões de barris, de acordo com dados da aie (Administração de Informação de Energia). A queda nas reservas superou as expectativas de analistas, que acreditavam em redução de aproximadamente 2 milhões de barris na última semana, segundo a AIE.
As reservas totalizam 318,8 milhões de barris, 3,9% abaixo do mesmo período do ano passado. Mesmo com a redução, os estoques de petróleo nos Estados Unidos estão acima da média para esta época do ano.
A alta no preço da commodity também foi impulsionada pelo aumento na cotação futura da gasolina, que ocorreu mesmo com a alta de 400 mil barris nos estoques do combustível.

Qual sua opinião? Deixe seu comentário

Gostou do Conteúdo? Assine nossa Newsletter

Compartilhe:

Facebook
Twitter
LinkedIn
Telegram
WhatsApp
Email

Compartilhe:

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email