Poupança bate inflação

A caderneta de poupança ficou mais atrativa com o aumento da taxa básica de juros (Selic) para 8,50% ao ano, anunciada esta semana pelo Banco Central. A aplicação deve superar quase todos os fundos de renda fixa com taxa de administração acima de 0,5% ao mês, segundo o diretor executivo de estudos econômicos da Anefac (Associação Nacional dos Executivos de Finanças, Administração e Contabilidade), Miguel Ribeiro de Oliveira. Além disso, sua rentabilidade anual ficará acima da inflação.
O fato de a caderneta não cobrar Imposto de Renda nem taxa de administração – ao contrário dos fundos de investimento –, faz com que o investimento ganhe destaque, analisa Oliveira. Pela regra atual, sempre que a taxa básica de juros superar 8,5% ao ano, a aplicação passará a render o equivalente à norma antiga: 0,5% ao mês mais taxa referencial (TR) – que ficou zerada entre agosto de 2012 e o último dia 19 de junho. Abaixo ou igual a 8,5%, ela rende 70% da Selic mais TR.
“Se houver um novo aumento da taxa básica de juros, como sinaliza o Banco Central, a poupança passará a render 6,17% ao ano mais TR”, explica a professora de finanças do Insper, Angela Menezes. Para ela, com a Selic mais alta, o mercado financeiro pode iniciar uma disputa para convencer os investidores da poupança a migrar para outras aplicações, como fundos DI e CDBs (Certificados de Depósito Bancário), que tendem a ficar mais rentáveis.
“Outros produtos financeiros podem passar a oferecer taxas mais atrativas, por conta desta competitividade. Cabe ao investidor pesquisar a opção mais vantajosa. Se ele desconhecer as taxas cobradas, é melhor permanecer na poupança”, recomenda a docente.
Mesmo com uma rentabilidade menor pela nova regra, a poupança registrou uma captação líquida recorde em junho de R$ 9,451 bilhões, desde o início da série calculada pelo Banco Central, em 1995. Isso significa que os depósitos superaram os saques na maior quantidade já registrada.

Qual sua opinião? Deixe seu comentário

Gostou do Conteúdo? Assine nossa Newsletter

Compartilhe:

Facebook
Twitter
LinkedIn
Telegram
WhatsApp
Email

Compartilhe:

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email