Petrobras é a quarta empresa mais respeitada do mundo, segundo pesquisa americana

Pesquisa do Reputation Institute, sediado em Nova York, apontou que a Petrobras passou do 20º para o 4º lugar entre as empresas mais respeitadas do mundo. O resultado também dá à companhia a melhor posição entre as empresas de energia.
De acordo com o gerente de imagem corporativa e marcas, Eduardo Felberg, “a empresa que tem uma reputação forte cria uma relação de confiança com seus públicos de interesse, gerando empatia. É um diferencial positivo, que traz benefícios concretos ao resultado da Petrobras a longo prazo”.
A pesquisa foi realizada de janeiro a março de 2009, em 32 países. Com base no modelo de avaliação RepTrak, criado pelo Reputation Institute, foram feitas 75 mil avaliações com consumidores do país de origem das empresas. O ranking relaciona 200 grandes empresas do mundo e é realizado anualmente desde 2006.
A Petrobras obteve 82,37 pontos, ficando 18,17 pontos acima da média mundial, que é de 64,20 pontos. Na pesquisa deste ano, a avaliação do público destacou o desempenho da Petrobras nas categorias ambiente de trabalho, governança, cidadania e também nodesempenho financeiro.

Ranking geral

A companhia integra o grupo de 17 empresas mundiais com reputação excelente, classificação mais alta da pesquisa. Com a quarta posição, a Petrobras superou empresas como Fedex, Google, Microsoft, 3M, Honda, Philips, General Electric e até mesmo Walt Disney.
O mesmo ranking internacional revela que, entre as brasileiras, a Petrobras aparece em primeiro lugar, à frente da Sadia (5º), Votorantim (20º) e Vale (28º). O resultado da pesquisa indica a presença de um maior número de empresas dos países emergentes – dentre os quais o Brasil, a Rússia, a China e a Índia são os representantes mais emblemáticos – no grupo acima da média mundial de reputação.
Segundo o Reputation Institute, isso demonstra que as empresas desses países têm sofrido menos impacto negativo junto ao público como efeito da atual crise econômica pela qual o mundo passa.

Qual sua opinião? Deixe seu comentário

Gostou do Conteúdo? Assine nossa Newsletter

Compartilhe:

Facebook
Twitter
LinkedIn
Telegram
WhatsApp
Email

Compartilhe:

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email