11 de abril de 2021

Pesquisa mostra que TVs lideram investimentos publicitários no Brasil

Dados do projeto Inter-Meios, que faz o levantamento do volume de investimento publicitário em mídia no Brasil, mostram que o faturamento bruto total de investimentos no primeiro semestre de 2009 foi de R$ 9,65 bilhões

Dados do projeto Inter-Meios, que faz o levantamento do volume de investimento publicitário em mídia no Brasil, mostram que o faturamento bruto total de investimentos no primeiro semestre de 2009 foi de R$ 9,65 bilhões, apresentando leve crescimento de 0.92% em relação ao mesmo período de 2008, quando foram arrecadados R$ 9,56 bilhões.
Desse montante, 60% dos investimentos em mídia no Brasil são realizados na televisão, seguidos do jornal impresso que leva 15,3% dos investimentos e as revistas, com 7,2%. A televisão se configura como o meio mais seguro de publicidade na visão dos investidores, tendo em vista a audiência que possui perante o público brasileiro.
Entretanto, para investir em publicidade na televisão, como em qualquer canal, é necessário saber o perfil do veículo, programa, horário, entre outros itens que melhor renderão resultados à empresa. O canal Amazon Sat, por exemplo, que tem a proposta de ser a cara e a voz da Amazônia e do amazônida, trabalha com vários parceiros que estão alinhados de alguma forma a esse perfil.
A operadora TIM é exemplo desse tipo de parceria. A empresa anuncia no Amazon Sat há mais de quatro anos estabelecendo uma conexão positiva com o público do canal. “O Amazon Sat tem um alcance que vai além de onde chega a mídia convencional, ele está presente em vários municípios da região Norte, além de possuir o transmissor que chega em todo o Brasil e sua programação também é transmitida por meio da internet para todo o mundo”, testemunha a coordenadora de Marketing da TIM Norte, Glenda Abdon.
Segundo Glenda, a missão do canal une-se à proposta da TIM de ser uma operadora ‘sem fronteiras’. “Nossos objetivos combinam. A capilaridade do canal em estar presente em tantos lugares, sem perder o foco de mostrar a Amazônia, é importante para a TIM acreditar e investir no canal, levando a sua marca a este público que assiste ao Amazon Sat”, afirmou.
O Amazon Ecopark Jungle Lodge também é um importante parceiro do canal Amazon Sat. Este ano o canal lançou o projeto Amazon Sat + Verde, onde passou a converter todas as emissões de carbono (CO2) decorrente da energia consumida em gravações, edições e transmissões, além do transporte das equipes de reportagem, no plantio de mudas, promovendo a neutralização do carbono consumido. As mudas estão sendo plantadas em sua maioria na área de reflorestamento do Amazon Ecopark. “O Amazon Sat, por ser um canal de comunicação de grande alcance na região, agrega bastante reconhecimento ao trabalho realizado no Ecopark”, garante a coordenadora de Operações do Lodge, Mara Fonseca.
Mara lembra também que por ser um canal voltado a Amazônia, o discurso ambiental entra em consonância com a proposta do veículo. “Esperamos que para o ano que vem a parceria fortaleça mais e mais”, complementou.
Segundo o gestor de marketing do Amazon Sat, Arthur Couto, as parcerias são resultados do excelente desempenho que o canal vem mostrando para os Estados da Amazônia e para o Brasil como um todo. “Temos uma programação de qualidade com um conteúdo de grande afinidade com os nossos telespectadores, sempre focado na Amazônia, e que com certeza tem a agregar valor na estratégia de comunicação de nossos parceiros”, afirmou o gestor.

Qual sua opinião? Deixe seu comentário

Gostou do Conteúdo? Assine nossa Newsletter

Compartilhe:

Facebook
Twitter
LinkedIn
Telegram
WhatsApp
Email

Compartilhe:

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email