10 de abril de 2021

Partidos governistas estão à frente da CPMI

PT e PMDB devem ocupar a relatoria e a presidência da CPMI (Comissão Parlamentar Mista de Inquérito) dos Cartões Corporativos.

PT e PMDB devem ocupar a relatoria e a presidência da CPMI (Comissão Parlamentar Mista de Inquérito) dos Cartões Corporativos. Por serem os maiores partidos no Congresso, os dois têm essa prerrogativa regimental. O líder do PMDB no Senado, Valdir Raupp (RO), disse que indicou o senador Neuto de Conto (SC) para ocupar a presidência da comissão.
“Ele chegou a ser cotado para presidente do Senado, inclusive com o apoio dos partidos de oposição. Vejo que o Neuto está à altura de assumir qualquer cargo aqui no Senado”, disse.
O PSDB criticou a possibilidade de o comando da CPI mista ficar com partidos da base do governo. Para o presidente do partido, Sérgio Guerra (PE), isso irá impedir as investigações e fazer com que haja defesa do governo na comissão.
“Qualquer um que queira investigar direito concorda que um cargo deve ser da oposição e o outro do governo. O que não faz sentido é o relator ser da banda do governo”, disse.
Entretanto, Guerra disse não se opor ao nome indicado pelo PMDB para presidir a comissão. Neuto de Conto é senador suplente do Leonel Pavan, hoje vice-governador de Santa Catarina. Guerra disse esperar que, por ser suplente, Neuto de Conto não tenha uma atitude governista na CPMI. “Alguns suplentes tiveram essa atitude, mas não acredito que todos ajam dessa forma”, disse.
O líder do PSB, Renato Casagrande (ES), disse que mesmo com a previsão regimental de a presidência e a relatoria serem dos maiores partidos da Casa, espera que haja um debate sobre o assunto. “A oposição quer fazer o debate e os líderes devem fazê-lo”.

Qual sua opinião? Deixe seu comentário

Gostou do Conteúdo? Assine nossa Newsletter

Compartilhe:

Facebook
Twitter
LinkedIn
Telegram
WhatsApp
Email

Compartilhe:

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email