Para evitar acusação João Paulo renunciaria

O deputado federal João Paulo Cunha (PT-SP), um dos 40 acusados de envolvimento com o mensalão, disse que entregaria seu mandato para não passar por essa “tormenta”, numa referência à denúncia aceita pelo STF (Supremo Tribunal Federal) contra ele.
“Eu deixaria todos os meus mandatos, toda minha militância política para não ter nenhum minuto dessa tormenta, que é muito dura. Acabei de ser o deputado mais votado do PT. Se pudesse dar meu mandato para não passar por isso, eu daria”, disse ele.
Cunha afirmou que a denúncia afetou não apenas sua vida política, mas também a pessoal. Ele espera que o processo no STF termine rápido e com uma decisão favorável a ele, pois se julga inocente. “Espero que esse calvário termine rápido, pois a pior coisa para um homem é ser acusado por aquilo que não deve”.
O parlamentar disse que o escândalo do mensalão não alterou o partido, mas a vida dos acusados. “As pessoas que estão envolvidas nesse processo é que precisam de preparação, de uma defesa e se apresentarem perante o STF”, disse.

Qual sua opinião? Deixe seu comentário

Gostou do Conteúdo? Assine nossa Newsletter

Compartilhe:

Facebook
Twitter
LinkedIn
Telegram
WhatsApp
Email

Compartilhe:

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email