Odebrecht lança nova marca no mercado

Com lançamentos imobiliários previstos para os segmentos econômico e de médio-alta renda e atuação em todo território nacional, nasce a nova marca: Odebrecht Realizações Imobiliárias.
Construída a partir de diferentes percepções do conceito de realização, a nova marca, lançada oficialmente nesta semana, não apenas rebatiza a Odebrecht Empreendimentos Imobiliários, mas reflete os conceitos de qualidade, modernidade e diferenciação que caracterizam os empreendimentos da Organização Odebrecht, seja no segmento comercial ou no residencial.
“O nosso principal objetivo é comunicar aos clientes o nosso compromisso empresarial com a diferenciação dos produtos e serviços imobiliários”, explicou o presidente da empresa, Paul Altit.
A empresa consagra a atuação da Odebrecht no desenvolvimento de empreendimentos de médio e alto padrão e amplia a presença em todas as faixas de mercado, abrigando em seu leque a marca Bairro Novo, com projetos nacionais no segmento de moradias econômicas.
Para a elaboração da nova marca, clientes e integrantes da empresa foram entrevistados. “O resultado é uma marca com personalidade própria, próxima das necessidades dos clientes e com a força da marca Odebrecht”, disse Altit.
Com objetivo de fortalecer seu foco no segmento imobiliário, a Construtora Norberto Odebrecht criou em 2004 a Odebrecht Empreendimentos Imobiliários que, a partir de maio deste ano, passa a ser Odebrecht Realizações Imobiliárias. Presente em todo o Brasil, com escritórios regionais em Recife, Salvador, Belo Horizonte, Rio de Janeiro, São Paulo, Campinas e Brasília, atende às necessidades e às peculiaridades de cada localidade em projetos residenciais, empresariais, comerciais e de turismo. Com a marca Bairro Novo, atua no segmento de moradias econômicas. Membro fundador da Green Building Council do Brasil, a empresa é norteada pelo conceito de desenvolvimento sustentável e cumpre os preceitos da preservação e conservação ambiental em todas as etapas de seus empreendimentos –do planejamento à execução.

Qual sua opinião? Deixe seu comentário

Gostou do Conteúdo? Assine nossa Newsletter

Compartilhe:

Facebook
Twitter
LinkedIn
Telegram
WhatsApp
Email

Compartilhe:

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email