Nova linha de crédito dá mais força ao turismo

A partir da última semana, a Caixa Econômica Federal oferecerá linhas de crédito do ‘BNDES ProCopa Turismo’ em condições diferenciadas. Agora, além das condições oferecidas já pelo banco à rede hoteleira, os interessados poderão contratar, por meio da Caixa, operações com valores menores, entre R$ 3 mil e R$ 10 milhões.

No BNDES (Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social) , as contratações são de, no mínimo, R$ 3 milhões, para capitais, e R$ 10 milhões para as demais cidades.
“O setor hoteleiro conta agora com mais um aliado para aumentar a capacidade e a qualidade da hospedagem no país, tendo em vista os eventos esportivos dos próximos anos. A parceria com a Caixa significa maior capilaridade e acesso aos recursos”, afirma o ministro do Turismo, Pedro Novais. Com isso, ficará mais fácil revitalizar a pintura da fachada, a renovação do mobiliário ou pequenas reformas em áreas como banheiros, por exemplo.
Para o vice-presidente de Pessoa Jurídica da CAIXA, Geddel Vieira Lima, “a iniciativa tem como foco ampliar a participação da CAIXA no trade de turismo e contribuir para a criação da infraestrutura necessária ao grande evento mundial, que será a Copa”. No BNDES, as contratações são de, no mínimo, R$ 3 milhões, para capitais, e R$ 10 milhões para as demais cidades.
“O setor hoteleiro conta agora com mais um aliado para aumentar a capacidade e a qualidade da hospedagem no país, tendo em vista os eventos esportivos dos próximos anos. A parceria com a CAIXA significa maior capilaridade e acesso aos recursos”, afirma o ministro do Turismo, Pedro Novais. Com isso, ficará mais fácil revitalizar a pintura da fachada, a renovação do mobiliário ou pequenas reformas em áreas como banheiros, por exemplo.
Para o vice-presidente de Pessoa Jurídica da CAIXA, Geddel Vieira Lima, “a iniciativa tem como foco ampliar a participação da CAIXA no trade de turismo e contribuir para a criação da infraestrutura necessária ao grande evento mundial, que será a Copa”.

R$ 1 bilhão para financiamentos

A linha de crédito BNDES ProCopa Turismo conta, hoje, com R$ 1 bilhão para financiar projetos hoteleiros. Os prazos de pagamento são de até 18 anos.
A linha oferece, ainda, condições mais favoráveis, aos projetos que levam em conta a preocupação com a eficiência energética e sustentabilidade. Para acessar o crédito, a empresa deverá ter sede e administração no Brasil e ser cadastrada no Cadastur (Cadastro Nacional de Prestadores de Serviços Turísticos do Ministério do Turismo).
Os interessados têm até 31 de dezembro de 2012 para encaminhar as propostas à Caixa.

Força para o turismo

Nos últimos anos, a CAIXA desenvolveu diversos produtos específicos para o mercado
turístico. Desde 2003, até maio de 2011, foram contratados R$ 13,2 bilhões em recursos aplicados junto ao setor.

Fecomércio reúne setor hoteleiro

O Sindicato dos Hotéis, Restaurantes, Bares e Similares do Amazonas reuniu todas as empresas do segmento abrangido para uma reunião que aconteceu nesta sexta-feira (24/06), com o intuitio de definir o piso salarial, índices de reajuste da categoria e cláusulas sociais. A reunião ocorreu na Fecomércio (Federação do Comércio de Bens, Serviços e Turismo do Estado do Amazonas), situado à Rua São Luís, 555, Adrianópolis.
Segundo o presidente do Sindicato, José Roberto Tadros, considerando a importância da pauta a ser discutida, é importante a participação de todos os membros das categorias em todas as reuniões que o setor vem realizando. “Isso inclui representantes legais, advogados ou assessores jurídicos, constituídos na forma da lei”, destacou. Foram convocadas as empresas que atuam no segmento de hotéis, restaurantes, bares, similares e inclusive cozinhas industriais.

Qual sua opinião? Deixe seu comentário

Gostou do Conteúdo? Assine nossa Newsletter

Compartilhe:

Facebook
Twitter
LinkedIn
Telegram
WhatsApp
Email

Compartilhe:

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email