Nissan desenvolve método para criação de soluções que atendam à terceira idade

Os engenheiros da montadora Nissan no Japão passaram a vestir uma roupa especial que simula os efeitos físicos da idade no corpo humano para colocar-se no lugar de um motorista da terceira idade. Assim, é possível desenvolver soluções que atendam necessidades especiais dessa faixa etária ao dirigir.
Essa preocupação da Nissan se deve principalmente ao fato do alto consumo da geração conhecida como “Baby Boomers” –nome dado às crianças nascidas após a Segunda Guerra Mundial, entre 1946 e 1964– e que hoje são adultos com grande participação nas compras de automóveis ao redor do mundo.
A vestimenta pode simular falta de equilíbrio utilizando um sapato especial com salto na parte da frente e dores de artrite ao movimentar pernas e braços. De forma geral, a roupa especial afeta articulações como joelhos, calcanhares e cotovelos. Além disso, há também um óculos que simula olhos afetados por cataratas e com problemas para distinguir cores e um cinto que dificulta o movimento de entrada e saída do veículo.
“À medida que envelhecemos torna-se mais difícil executar manobras físicas. Para dirigir, isso pode significar mais dificuldade na troca de marchas, alcançar e distinguir cores no painel ou simplesmente entrar e sair do veículo”, explicou o engenheiro do Nissan Technology Center, Etsuhiro Watanabe.
“Muitos de nossos engenheiros e designers estão na faixa dos 20 e 30 anos. Esta vestimenta oferece uma noção exata dos desafios físicos diários encontrados por este público e faz com que eles desenvolvam soluções que tornem o veículo uma experiência mais positiva e segura”, completou.

Qual sua opinião? Deixe seu comentário

Gostou do Conteúdo? Assine nossa Newsletter

Compartilhe:

Facebook
Twitter
LinkedIn
Telegram
WhatsApp
Email

Compartilhe:

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email