New Line de Manaus se destaca no país

A sede da New Line Operadora em Manaus foi a que mais cresceu nos últimos anos em relação às demais unidades, com faturamento mensal de R$ 1,2 milhão e previsão de crescimento, este ano, de 180%. Os números foram divulgados pelo presidente da operadora, Paulo César Finger, e pela gerente regional Norte da New Line, Liz Menegaz, durante a 5ª Semana Profissional do Turismo realizada pela empresa de 25 a 30 de agosto, em Curitiba (PR).
Cerca de 1.200 agentes de viagem de todo o país participaram do evento, entre eles uma equipe amazonense composta por dez representantes das principais agências de turismo de Manaus. O encontro também serviu para comemorar o aniversário de 15 anos da New Line.
Liz Menegaz comentou que a operadora irá completar três anos em Manaus, em outubro, com resultados positivos. “De 2006 para 2007 calculamos um crescimento de 350%, mas esse número alto é compreensível porque no primeiro ano estávamos apenas começando. Hoje os bons resultados são uma realidade”.
O resultado por esse desempenho veio em forma de ampliação da loja em Manaus, que fica na rua João Valério, 408, conjunto Vieiralves, bairro Nossa Senhora das Graças. Com novas instalações desde o primeiro semestre deste ano, a equipe composta por nove colaboradores pretende agora ampliar o trabalho realizado pela empresa na região. “Hoje trabalhamos com agências apenas de Manaus, vendendo a capital amazonense como uma ótima opção turística. Agora queremos alcançar os outros estados na região Norte, tendo sempre Manaus como base”, disse Liz.
Apesar dos planos, a gerente não escondeu a dificuldade em promover turisticamente o interior do Amazonas. “Infelizmente ainda não conseguimos encontrar um caminho para atacar esse mercado, portanto nem trabalhamos com ele ainda”. Em relação aos destinos mais procurados por amazonenses, Liz afirma que a procura por localidades nacionais está quase equiparada aos destinos internacionais, que tem como carro-chefe os Estados Unidos, o Caribe e alguns roteiros especiais.
Para explicar a grande procura pela empresa, a gerente disse que a New Line é a única operadora em Manaus que atua apenas com agências, dando todo o suporte para que elas possam atender o produto final, que são os turistas. Essa é a postura adotada pela operadora em todas as outras cinco lojas espalhadas pelo país (Curitiba, Florianópolis, Blumenau, Fortaleza e Porto Alegre). Segundo Paulo Finger, esta é estratégia escolhida por ele e seu sócio, Dacir Addad, ao abrir a empresa há 15 anos.

Aposta em São Paulo

Durante o evento, Finger também anunciou que a New Line, em nível nacional, pretende fechar 2008 com 30% de faturamento, mesmo índice obtido pela empresa em 2007. De acordo com ele, esse resultado creditou a operadora a dar continuidade ao processo de crescimento, marcado pela abertura de mais uma loja, desta vez na cidade de São Paulo, no dia 8 de setembro. O novo espaço vai ocupar uma área de 500 metros quadrados no bairro da Consolação, e contará com 20 profissionais.
“Essa é a nossa primeira empresa no sudeste do país, e com ela temos grandes expectativas. Esses profissionais ajudaram a formar um grupo de 162 colaboradores em todo o Brasil, que serão responsáveis por número ainda maiores”, previu . O proprietário comentou ainda que a empresa busca melhorar os serviços oferecidos instalando as normas da ISO 9001.

Potencial turístico do Amazonas fica evidente durante o encontro

Sobre a 5ª Semana Profissional de Turismo, Finger a considerou positiva pois cumpriu o objetivo de qualificar os profissionais das agências que atuam junto a New Line, além de aproximar a operadora de seus clientes. “Foram 14 palestras realizadas para quase 1.500 profissionais e estudantes de turismo. Além disso, o destaque foi o workshop que apresentou aos agentes de viagem os principais produtos turísticos nacionais e internacionais da próxima temporada. Foram 120 expositores participantes desse evento”.
Um deles foi o Ariaú Amazon Tower, que montou um estande com vídeos e fotos do hotel de selva amazônico. Munido de folders promocionais e artesanato indígena para presentear os agentes, o responsável pelo estande, Marco Barbosa, teve a chance de vender seu produto nacionalmente. “É uma oportunidade única, e nosso objetivo é mostrar que o Ariaú não é um hotel inacessível. Hoje um cliente pode se hospedar com R$ 800 por dois dias e aproveitar as belezas e vantagens que oferecemos”, explicou.
Outro expositor com atuação no Amazonas é a cadeia Tropical de hotéis, que possui duas sedes em Manaus (Tropical Hotel e Tropical Business). Segundo a gerente geral de vendas, Morjana Dantas, o argumento para vender o produto do Estado é apelar para a beleza da região. “A Amazônia é o lugar mais lindo do planeta e muitos não têm idéia disso. É o que pretendemos oferecer às agências, para que elas levem sempre mais turistas para terras amazonenses”.

Dificuldade constatada

Apesar do esforço, entre os agentes de viagem é consenso que a procura pelo Amazonas tem diminuído consideravelmente nos últimos anos. Sabrina Paracate, da Central Agência de Viagens, em Curitiba, disse que atualmente os turistas só estão procurando o Estado quando já visitaram todas as outras regiões. Ela acredita que isso é consequência da pouca divulgação. “Em geral deixamos o cliente escolher, e pelo preço das passagens e a distância, Manaus tem sido deixada de lado. Mas sempre que há divulgação, isso muda bastante”, atestou.

Serviço voltado para terceira idade também se torna vitrine no congresso

O workshop promovido pela New Line também serviu de vitrine para um novo serviço oferecido pelo Ministério do Turismo em parceria com a Braztoa (Associação Brasileira das Operadoras de Turismo), o Viagem Mais Melhor Idade. “O objetivo do projeto é a inclusão do público idoso em viagens turísticas com destinos adaptados à necessidade dele”, explicou o gerente de tecnologia do programa, Alexandre Carvalho. Manaus está inclusa no projeto na captação de clientes.
Pacotes de turismo para cidades como Gramado, Rio de Janeiro, Fortaleza Foz do Iguaçu, Natal e Recife podem custar entre R$ 1.748 e R$ 2.873, valores onde estão inclusos passagens, hospedagem, transfers e uma série de passeios a pontos turísticos. A fim de intensificar o projeto em Manaus, Alexandre disse que já está previsto um treinamento com agências da capital amazonense para o dia 22 de setembro. “Esse treinamento irá ensinar as pessoas a vender os pacotes, sempre destacando que essas viagens não são perigosas ou intensas, pois trabalhamos com a melhor idade”.

Cursos e passeios

Como se trata de uma operadora de turismo, a New Line realizou diversos passeios turísticos pelo Paraná com os agentes que participaram da Semana. O primeiro deles foi um city tour por Curitiba que aconteceu no dia 29 de agosto (sexta-feira). Entre os pontos turísticos estão o Jardim Botânico da cidade, o Museu Oscar Niemeyer, conhecido como “Olho”, o parque Tanguá, situado às margens do rio Barigui, e a Opera de Arame, que é um teatro construído em cima do rio, onde já se apresentaram músicos como o ex-Beatle Paul Mccartney e o tenor José Carreras.
No sábado, os agentes optaram por conhecer o parque temático Beto Carrero, em Santa Catarina, ou fazer uma viagem de trem até a cidade de Morretes, a 700 quilômetros de Curitiba. Esta última foi promovida em parceria com a empresa ferroviária Serra Verde Express, que disponibilizou vagões e litorinas de luxo para os participantes. Em Morretes todos provaram um prato típico da região chamado barreado (feito a base de carne e farinha de mandioca). O restaurante escolhido foi o Madalozo, que há 40 anos serve o prato.
Outra atividade que marcou o evento foi a comemoração dos 15 anos da New Line, que também aconteceu na sexta-feira. A festa, que também representou o fim da Semana Profissional de Turismo, contou com a presença de todos os agentes, convidados especiais e os atores Ellen Roche e Carlos Casagrande. Para Fausta Normando Cunha, representante da Tapiri Turismo, todos os evento contribuíram com o crescimento profissional dela e de outros agentes de viagem.
“Tanto no workshop quanto nos passeios podemos nos aproximar da New Line e conhecer a proposta desta empresa que já trabalha com a gente. É importante que estejamos treinados e afinados com o sistema de trabalho da empresa, para podermos prestar um bom serviço em Manaus, e foi exatamente isso que a viagem proporcionou”, concluiu.

* O repórter viajou a convite da New Line Operadora

Qual sua opinião? Deixe seu comentário

Compartilhe:

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email

Siga-nos

Notícias Recentes

JC Play

Podcast

Gostou do Conteúdo? Assine nossa Newsletter

Compartilhe:

Facebook
Twitter
LinkedIn
Telegram
WhatsApp
Email

Compartilhe:

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email