Negócios na feira movimentam US$ 11.5 mi

A 5ª edição da Fiam (Feira Internacional da Amazônia) superou todas as marcas alcançadas no evento realizado no ano passado. Somente com a Rodada de Negócios, realizada em parceria com o Sebrae/AM (Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas/Amazonas) foram movimentados US$ 11.5 milhões, como fechamento de contratos entre os vendedores e compradores. Já com a Rodada de Turismo o incremento com a concretização dos projetos para a Amazônia foi 20% superior ao registrado em 2008.
Todos esses números, expostos pela superintendente da Suframa (Superintedência da Zona Franca de Manaus), Flávia Grosso, corresponderam à expectativa da coordenação do evento, que apostou em uma feira fortalecida com mais técnicas para o desenvolvimento regional. As grandes novidades da Fiam este ano foram o Pavilhão Amazônia, destinado à comercialização e lançamento de produtos amazônicos, e o Estande de Orgânicos, espaço exclusivo para produtos naturais, além da presença de nove federações das indústrias.
De acordo com a coordenadora geral de desenvolvimento regional da Suframa, Eliany Gomes, a presença do espaço orgânico superou as expectativas no quesito inovação da feira. “O estande ofereceu oportunidades e vantagens do segmento de produção orgânica, além de envolver questões ambientais. Outra questão importante destacada foi o solo amazônico apropriado para produção orgânica, o que estimula ainda mais a produção no Estado”, salientou.
Na avaliação da superintendente da Suframa, Flávia Grosso, a Fiam 2009 teve suas expectativas superadas pela ampla divulgação na mídia nacional. Além disso, segundo ela, realizar o evento este ano foi um grande desafio para autarquia. “Ano passado a feira foi realizada no início da crise econômica mundial. Resolvemos assumir o desafio neste ano para alcançar uma superação da instabilidade financeira e realizamos o evento em parceria com fábricas do PIM (Polo Industrial de Manaus) e fundações”, salientou.
Segundo Flávia, a Fiam 2009 vai abrir grandes oportunidades de negócios para 2010 e 2011, ano da próxima edição da feira. A superintendente disse acreditar que no evento seguinte, todos os segmentos terão maior visibilidade, com a presença das maiores empresas do PIM, além do lançamento de produtos e novas tecnologias.

Maior divulgação

Conforme o coordenador da Fiam 2009, Jorge Vasques, o evento torna os negócios, serviços e produtos dos nove Estados da Amazônia brasileira mais conhecidos em todo o mundo. “Com esse balanço geral, podemos observar que todas as expectativas foram superadas, principalmente em segmentos como o polo de agronegócios, por exemplo”, enfatizou.
Ainda segundo Vasques, um evento como a Fiam traz muitas oportunidades de negócios para o Estado e torna as relações pessoais mais estreitas. “A Fiam 2009 teve uma repercussão tão grande, que houve casos de rejeição de inscrições de alguns projetos técnicos-científicos. O que demonstra que o evento está cada vez mais tradicional na cidade”, observou.

Qual sua opinião? Deixe seu comentário

Gostou do Conteúdo? Assine nossa Newsletter

Compartilhe:

Facebook
Twitter
LinkedIn
Telegram
WhatsApp
Email

Compartilhe:

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email