25 de junho de 2022

Moro diz que não definiu candidatura e que esposa poderá representá-lo nas eleições

O ex-juiz Sergio Moro (União Brasil) anunciou nesta terça-feira (14) que ainda não decidiu se será candidato nas eleições deste ano e que sua esposa, a advogada Rosângela Moro, poderá representá-lo nas urnas em outubro. Ele pelo Paraná, e ela pelo estado de São Paulo.
Em pronunciamento em Curitiba nesta quarta, Moro disse estar feliz e radiante com o seu retorno ao Paraná, defendeu o legado da Operação Lava Jato, agradeceu a São Paulo, disse ter vínculos com o estado e com a população, apesar de discordar com a decisão do TRE-SP, apesar de dizer respeitá-la.
O Tribunal Regional Eleitoral de São Paulo barrou a candidatura do ex-juiz no estado nas eleições deste ano. Como Moro não recorreu, o caso está encerrado.
Moro ele se filiou à União Brasil em março deste ano, quando transferiu seu título de eleitor para São Paulo. Desde então, demonstrou a intenção de concorrer ao Senado, por São Paulo.
Moro foi ministro da Justiça durante o governo Bolsonaro e atuou como juiz em primeira instância na Operação Lava Jato.
O TRE-SP negou o registro do domicílio eleitoral após ação do PT -o Ministério Público Federal solicitou à Polícia Federal a instauração de um inquérito para apurar possível crime.
A alegação do PT é a de que Moro nunca residiu em São Paulo nem teve vínculo empregatício na capital paulista, o que lhe impediria de representar o Estado no Congresso. Pelo contrário, sempre morou em Curitiba, onde atuou na Operação Lava Jato. As informações são da Folhapress.

Qual sua opinião? Deixe seu comentário

Gostou do Conteúdo? Assine nossa Newsletter

Compartilhe:

Facebook
Twitter
LinkedIn
Telegram
WhatsApp
Email

Compartilhe:

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email