10 de abril de 2021

Ministério incentiva inovação tecnológica no Amazonas

Com a proposta de formar uma rede de Extensão Tecnológica para o Amazonas, de modo a promover a inovação nas empresas em parceria com o governo federal

Com a proposta de formar uma rede de Extensão Tecnológica para o Amazonas, de modo a promover a inovação nas empresas em parceria com o governo federal, a Sect (Secretaria de Estado de Ciência e Tecnologia) e a Fapeam (Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado do Amazonas) trazem a Manaus o secretário de Desenvolvimento Tecnológico e Inovação do MCT (Ministério da Ciência e Tecnologia), Guilherme Pereira, para apresentar o Sibratec (Sistema Brasileiro de Tecnologia).
A reunião aconteceu ontem, às 9 horas, na Sala dos Conselhos da Reitoria da UEA (Universidade do Estado do Amazonas).
 A iniciativa visa reunir dirigentes, representantes institucionais, gestores e diretores de entidades envolvidas com inovação tecnológica no Amazonas para conhecerem e discutirem as linhas prioritárias de ação que o país tem realizado para articular as entidades de ensino e pesquisa, a iniciativa privada e o setor produtivo por meio da estruturação do Sibratec.
 Segundo o secretário de C&T do Amazonas, José Aldemir de Oliveira, a ocasião será uma reunião de trabalho, em que o representante do MCT dará detalhes de como podemos incrementar o desenvolvimento das empresas, a oferta da prestação de serviços tecnológicos, principalmente aqueles voltados para a TIB (Tecnologia Industrial Básica).
 Oliveira considera que o incentivo à inovação cria um ambiente favorável à dinamização do processo de inovação tecnológica nas empresas visando à expansão do emprego, da renda e do valor agregado nas diversas etapas de produção.

Trabalho foca em integração

Em 2008, o MCT/Sibratec lançou uma chamada pública para que os Estados de todo o Brasil formassem redes institucionais que atuassem em serviços tecnológicos e extensão tecnológica, focado na promoção de assistência especializada ao processo de inovação, desenvolvimento, produção e comercialização de bens e serviços, visando fortalecer os sistemas locais de produção.
O objetivo agora é que o Amazonas integre instituições para formatar um projeto adequado aos termos do programa nacional e que atenda a demanda regional.
Após a reunião, no programa do secretário do MCT constou uma visita ao Cide (Centro de Incubação e Desenvolvimento Empresarial) e à tarde, visitou as empresas do Dimpe (Distrito Industrial de Microempresas e Empresas de Pequeno Porte do Amazonas).
 Direcionado às empresas brasileiras, o objetivo do Sibratec é apoiar o desenvolvimento tecnológico da empresa brasileira, por meio da promoção de atividades de pesquisa, desenvolvimento e inovação de processos e produtos; de serviços tecnológicos; e de extensão e assistência tecnológica, atendendo aos objetivos do Plano CTI 2007-2010 (Plano de Ação de Ciência, Tecnologia e Inovação para o Desenvolvimento Nacional) e as prioridades contidas na PDP (Política de Desenvolvimento Produtivo).

Qual sua opinião? Deixe seu comentário

Gostou do Conteúdo? Assine nossa Newsletter

Compartilhe:

Facebook
Twitter
LinkedIn
Telegram
WhatsApp
Email

Compartilhe:

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email