14 de abril de 2021

Microsoft Brasil recomenda compra de PC com Windows 7 instalado

Para quem está de olho no novo sistema operacional da Microsoft, o Windows 7, que chega ao mercado no dia 22 de outubro, o melhor negócio é comprar um PC novo com o sistema operacional pré-instalado

Para quem está de olho no novo sistema operacional da Microsoft, o Windows 7, que chega ao mercado no dia 22 de outubro, o melhor negócio é comprar um PC novo com o sistema operacional pré-instalado. A recomendação foi feita pelo diretor do grupo de consumo e online da Microsoft Brasil, Osvaldo Barbosa de Oliveira. “O preço do Windows 7 quando instalado representa 10% do valor da máquina”, ressaltou Oliveira, em entrevista ao IDG Now! na última sexta-feira.
Se comprar o novo sistema operacional separadamente, em caixa, o consumidor brasileiro vai pagar, em média, 12% a mais do que um norte-americano. De acordo com os preços divulgados pela Microsoft na última quinta-feira, o Windows 7 vai sair por R$ 329 na versão mais simples, a Home Basic, a R$ 669 para a mais completa, a Ultimate.
O preço mais alto em relação a outros países é justificado pelos impostos e pela estrutura de vendas do Brasil. “Nós vendemos a versão completa a preço de upgrade aos distribuidores, mas eles têm uma série de impostos e custos de importação também”, explicou Oliveira. “Além disso, nos Estados Unidos, as revendas compram diretamente da Microsoft”, destacou.
Contando o imposto médio de 8% que incide sobre as compras nos Estados Unidos, segundo ele, o Windows 7 brasileiro é 3% mais caro em relação ao norte-americano.

Novas máquinas

O estímulo à compra de novas máquinas é natural quando há o lançamento de uma nova versão do Windows e “não vai ser diferente desta vez”, lembrou o executivo da Microsoft. Segundo ele, 100% das máquinas vendidas atualmente no Brasil estão aptas a rodarem o Windows 7 – que requer o mínino de 1GB de memória. “Isso inclui os netbooks, uma categoria bastante procurada atualmente”, completou.
A base instalada de PCs no país também se apresenta mais receptiva ao novo Windows na comparação com a versão anterior, o Vista, lançado em 2006. “Hoje a situação é diferente porque o hardware evoluiu e 50% da base instalada no Brasil é capaz de rodar o Windows 7”, informou Oliveira. Há três anos, menos da metade dos PCs era compatível com o Windows Vista.
Outra opção para garantir o Windows 7 é o programa Windows Upgrade, por meio do qual fabricantes de PCs parceiros da Microsoft garantem atualização grátis para máquinas com Windows Vista compradas entre o final de junho deste ano e janeiro de 2010.
“Ofertas de versões mais baratas do sistema para upgrade ou do pacote família (desconto para upgrade de até três máquinas residenciais) não são aplicadas ao Brasil pelas características do mercado”, justificou. “Em 85% das vendas do Vista Home Premium, o consumidor opta pela versão completa (full)”, afirmou o executivo. Já o pacote família é uma oferta mais voltada a países desenvolvidos, onde muitas residências possuem mais de três PCs para upgrade.
A Microsoft ainda não revela sua estratégia de lançamento do Windows 7 no Brasil, mas confirma que alguns varejistas começam a oferecer o novo Windows 7 à partir da meia noite do dia 22 de outubro, como ocorreu com o Vista. Em relação à pré-venda do produto, Oliveira informou que não há regras específicas, exceto que todos os varejistas só podem começar a vendas o Windows 7 após a meia noite do dia 22, em caixinha ou pré-instalado.

Qual sua opinião? Deixe seu comentário

Gostou do Conteúdo? Assine nossa Newsletter

Compartilhe:

Facebook
Twitter
LinkedIn
Telegram
WhatsApp
Email

Compartilhe:

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email