10 de abril de 2021

MEC envia informações sobre novo Enem

O MEC (Ministério da Educação) enviou para a Andifes (Associação Nacional dos Dirigentes de Instituições Federais de Ensino Superior), na última quarta-feira, dia 8 de abril, o termo de referência sobre o que chamou de “Novo Enem e seleção unificada”

O MEC (Ministério da Educação) enviou para a Andifes (Associação Nacional dos Dirigentes de Instituições Federais de Ensino Superior), na última quarta-feira, dia 8 de abril, o termo de referência sobre o que chamou de “Novo Enem e seleção unificada”.
Na última segunda-feira, dia 6 de abril, o ministro Fernando Haddad, presente na reunião do Conselho Pleno da Andifes, acordou a entrega do documento com esclarecimentos técnicos sobre a realização do exame e sobre o novo modelo de seleção para ingresso nas universidades.
O termo de referência será enviado às Ifes (Instituições Federais de Ensino Superior) para subsidiar a continuação do debate acerca da proposta do MEC. Agora, cada universidade deve realizar suas consultas e discussões internas.
Além do termo técnico, também ficou acertada na reunião com o ministro a criação de um comitê de governança para acompanhar a pauta da unificação dos processos seletivos das Ifes a partir da reestruturação do Enem (Exame Nacional do Ensino Médio).
Os componentes do grupo serão os reitores Amaro Lins (UFPE), presidente da Andifes, Álvaro Prata (UFSC), Damião Duque de Farias (UFGD), Malvina Tuttman (Unirio), Naomar Almeida (UFBA), Roberto Santos (UFRR) e pró-reitora de Graduação, Sandramara Matias Chaves (UFG), presidente do Forgrad (Fórum Nacional de Pró-Reitores de Graduação).

Nova configuração

A nova configuração do Enem traz um exame com provas de Linguagens, Códigos e suas Tecnologias (incluindo redação); Ciências Humanas e suas Tecnologias; Ciências da Natureza e suas Tecnologias, e Matemática e suas Tecnologias, que somam 200 questões. Ao optarem pelo Enem como seleção, as universidades podem continuar com suas políticas de ações afirmativas e seleções de forma seriada. Os candidatos poderão escolher até cinco opções de cursos e instituições.

Duas formas

A utilização do Enem pode se dar de duas formas. A primeira, mediante simples informação, pelo Inep (Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira), à IES (Instituição de Ensino Superior), dos boletins de resultados dos candidatos que tiverem realizado o novo Enem, adotado como prova de seleção com base em Edital próprio publicado pela IES, facultando-se sua utilização como fase única ou primeira fase do processo seletivo.

Qual sua opinião? Deixe seu comentário

Gostou do Conteúdo? Assine nossa Newsletter

Compartilhe:

Facebook
Twitter
LinkedIn
Telegram
WhatsApp
Email

Compartilhe:

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email